Dia da Consciência Negra: confira a programação para comemorar a data no RJ

O fim de semana tem shows, rodas de samba, peças, filmes, exposições, feiras culinárias, oficinas, atividades para crianças e muito mais para celebrar o Dia da Consciência Negra, que se comemora neste domingo (20) — e as homenagens continuam ao longo do mês. Entre os destaques, estão dois festivais culturais em Madureira, com várias atrações gratuitas, e outros no Teatro Prudential e na quadra da Unidos da Tijuca. Confira a lista completa.

'12 anos ou A memória da queda'

O espetáculo com direção de Tatiana Tibúrcio e Onisajé se inspira na história de "12 anos de escravidão", de Solomon Northup, livro que foi adaptado para o cinema, em longa vencedor do Oscar de Melhor Filme (2014). A peça repassa a trajetória de um homem negro que, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, é sequestrado e escravizado por mais de uma década. Os atores David Júnior, Dani Ornellas e Carmo Dalla Vecchia compõem o elenco. Centro Cultural Banco do Brasil (Teatro I): Rua Primeiro de Março 66, Centro – 3808-2020. Qua a sáb, às 19h30. Dom, às 18h. R$ 30. 90 minutos. 12 anos. Até 16 de dezembro. Não haverá sessão nos dias 24/11 e 02/12.

Amor preto no GUETTO

Para marcar o mês da Consciência Negra, a Casa do Nando recebe a roda de samba Poeira Pura em uma versão sem microfone e sem palco, e uma roda de conversa com o filósofo Renato Noguera, que organiza o evento junto com o Instituto GUETTO. Serão disponibilizados 80 ingressos gratuitos a partir do dia 21/11, via Sympla (o link será divulgado nas páginas @instituto_guetto e @poeirapura, no Instagram). Rua Camerino 176, Centro. 25/11, 19h (roda de conversa) e 21h (roda de samba). Grátis.

Teatro Carlos Gomes: fundado há 150 anos, espaço passa por restauração: 'Será a principal sala da cidade'

Entre um agito cultural e outro: Marquinhos de Oswaldo Cruz lança disco

É de graça: programação gratuita no Rio de 17 a 23 de novembro

'Cinefoot'

No domingo, o festival de cinema gratuito dedicado ao futebol exibe o representante brasileiro para tentar uma vaga na disputa de melhor filme internacional no Oscar 2023, "Marte um", de Gabriel Martins, no Estação Net Rio. A programação do festival inclui ainda outros 62 curtas e longas-metragens de 12 países, incluindo uma mostra competitiva internacional. Os detalhes das sessões estão disponíveis no site https://cinefoot.org/programacao-2022/

Festival da Consciência Negra

Além de lançamento de livro, peças de teatro adultas e infantis, workshops, palestras, moda, gastronomia e cinema, o evento que acontece de sexta-feira (18) a domingo (20) no Teatro Prudential, reúne shows de Sandra Sá (sex, às 20h30, R$ 90) e Mû Mbana, da Guiné-Bissau (sáb, às 20h, R$ 60) e um almoço com comidas típicas africanas (sáb, às 12h30), entre outras atrações. Programação completa do festival nas redes sociais do teatro (@teatroprudential). Teatro Prudential: Rua do Russel 804, Glória. Sex, às 20h30. Sáb, a partir de 11h. Dom, a partir de 16h. Valores variados e atividades gratuitas.

Festival Ori

Em dois dias de festa, Fundição Progresso recebe a 3ª edição do festival em homenagem a Dandara e Zumbi dos Palmares com a Festa Awurê, que resgata, através do samba, a influência africana na cultura brasileira, com o grupo baiano Olodum como convidado, no sábado. No domingo, tem a Festa Ori, com show do coletivo Wakanda In Madureira, rodas de samba, DJs, workshop de tranças e penteados, espaços literários, atividades infantis e feira de moda e gastronomia. Rua dos Arcos 24, Lapa. Sáb, às 22h. R$ 100 levando 1kg de alimento.18 anos. Dom, das 14h às 22h. Grátis. Livre.

‘Filmes negros importam’

O Estação Net Rio exibe, até o dia 25, uma seleção de 19 filmes, entre clássicos e inéditos, em homenagem do Dia da Consciência Negra. Nesta sexta-feira (18), tem “Febre da selva” (1991), de Spike Lee (21h30), e uma maratona com três filmes a partir de 23h59, incluindo o raro “Sweet Sweetback’s Baadasssss Song” (1971), de Melvin Van Peebles. A programação inclui ainda o clássico do cinema africano “O mandato” (1968), de Ousmane Sembène e “Marte um”, com direito a um debate com participação do ator Cícero Lucas, na segunda-feira (21), após a exibição do longa de Gabriel Martins. Rua Voluntários da Pátria 35, Botafogo. R$ 12 e R$ 24 (maratona).

Kilariô Festival

A Quadra da Unidos da Tijuca recebe 15 horas de festa para celebrar a cultura negra. O som começa às 15h e vai até o dia seguinte, com BK’, Tati Quebra Barraco, Bonde das Maravilhas, roda de samba Pede Teresa, ballroom e outras atrações, além de DJs. Quadra da Unidos da Tijuca: Av. Francisco Bicalho 47, Santo Cristo. Sáb, a partir de 15h. R$ 30.

Leila Maria

A cantora carioca interpreta clássicos de Djavan e lança seu sexto disco "Ubuntu", que traz participações de Maria Bethânia, da pianista e compositora Maíra Freitas, da cantora moçambicana Selma Uamusse e do cantor, compositor, violonista e guitarrista congolês Zola Star. No palco, a artista é acompanhada por Star (violão/guitarra), Rodrigo Braga (teclado), Michael Nascimento (bateria/percussão) e Rodrigo Ferrero (baixo). Teatro Rival Refit: Rua Álvaro Alvim 33, Cinelândia. Dom, às 17h. A partir de R$ 30. 18 anos.

'Luiz Gama – Uma voz pela liberdade'

A história do advogado abolicionista negro Luiz Gama é contada no espetáculo dirigido por Ricardo Torres e estrelado por Deo Garcez e Soraia Arnoni, que vive a mãe do protagonista e a líder abolicionista da Revolta dos Malês. O espetáculo conta com o áudio de introdução na voz de Milton Gonçalves, em seu último trabalho no teatro. Teatro do Centro Cultural Justiça Federal: Av. Rio Branco 241, Centro. Sex a dom, às 19h. R$ 50. 14 anos. Até 27 de novembro.

Madureira de Portas Abertas

Neste sábado, o novo circuito cultural de Madureira homenageia o Mês da Consciência Negra com 14 atrações em diferentes pontos do bairro. A programação começa às 11h e vai até a madrugada, e inclui a roda de samba Criolice na Quadra da Portela (das 17h às 20h), um rolê literário no Parque Madureira (das 14h às 17h), comemoração dos 40 anos do Quilombo Urbano Agbara Dudu, com o Terreirão Senzala Banda Agbara Dudu e Bloco Afro Lemi Ayo na Praça Paulo da Portela (das 16h às 20h), roda de samba Colo de Mãe no Viaduto Negrão de Lima (a partir das 22h), entre outras atividades. A programação completa está disponível no Instagram da Secretaria Municipal de Cultura (@cultura_rio). Quadra da Portela: Rua Clara Nunes 81. Parque Madureira (Portão 3): Rua Manuel Marquês. Praça Paulo Portela: Rua Sérgio de Oliveira 4. Grátis.

Madureira Zona de Música

O sambista Jorge Aragão é uma das atrações do festival que celebra o Dia da Consciência Negra. Ele se apresenta neste domingo, às 20h, na quadra da Portela, em uma programação que começa com Jongo da Serrinha (14h) e tem ainda Tia Surica, Tia Gessy e Negão da Serrinha ao longo da tarde, além de Bateria da Portela encerrando a noite (21h30). O evento também tem outras atrações hoje, no Santuário do Samba e amanhã, na Portela. Santuário do Samba: Estrada do Portela 600, Madureira. Sex, a partir das 18h. Grátis. Quadra da Portela: Rua Clara Nunes 81, Oswaldo Cruz. Sáb, a partir de 15h. Dom, a partir de 13h. R$ 20 (2º lote).

Maíra Freitas e Jazz das Minas

O grupo formado por Maíra Freitas (piano e voz), Samara Líbano (violão 7 cordas), Monica Avila (sax, flauta e voz), Marfa Kurakina (baixo), Cris Ariel (guitarra), Paula Pardón (backing vocal) e Flavia Belchior (bateria e voz) apresenta releituras de nomes como Nina Simone, Elza Soares, Sandra de Sá, Gilberto Gil, Leci Brandão, Dona Ivone Lara e Milton Nascimento. Participação de Simone Mazzer. Teatro Claro Rio: Rua Siqueira Campos 143, 2º piso, Copacabana. Qua, às 20h. A partir de R$ 30. 18 anos.

'A menina Akili e seu tambor falante'

O recém-inaugurado espaço voltado para o público infantil dentro do Jardim Botânico recebe, neste fim de semana, o musical “A menina Akili e seu tambor falante", que fala sobre amizade e valorização das raízes ancestrais africanas. O espetáculo tem dramaturgia e atuação de Verônica Bonfim, com direção de Rodrigo França. Rua Jardim Botânico 1008, Jardim Botânico. Sáb e dom, às 11h. R$ 90. 50 min. Livre.

Museu do Pontal

Em homenagem ao Dia da Consciência Negra, o museu celebra a importância das manifestações culturais afro-brasileiras com atividades de artes musicais inspiradas nos ritmos africanos (sáb, às 10h, a partir de 4 anos) e danças como jongo, coco e ciranda (sáb, às 16h), além de apresentação do grupo Jongo de Pinheiral (dom, às 16h). Av. Celia Ribeiro da Silva Mendes 3.300, Barra da Tijuca. Sáb, a partir de 10h. Dom, às 16h. Contribuição voluntária.

'Òsun Iyà Omi força ancestral'

A exposição da artista Landara Marcele, em cartaz no Espaço Cultural Sérgio Porto, reúne 24 obras de arte de diferentes linguagens que contam a história da deusa Oxum, do panteão africano, e exploram suas influências na cultura e religiões afro-brasileiras e no cotidiano das mulheres negras. Rua Humaitá 163, Humaitá. Qui a seg, das 17h às 20h30. Grátis. Livre. Até 30 de novembro.

'Os tempos de Leci'

Uma das matricarcas do samba, a cantora e compositora Leci Brandão é homenageada com uma série de shows gratuitos no Centro de Referência da Música Carioca, na Tijuca. Sucessos de seus 50 anos de carreira são cantados nas vozes de Silvia Duffrayer e Luiza Dionizio (25/11, às 19h); Nilze Carvalho e Maria Menezes (26/11, às 17h); e Marina Íris e Ana Costa (26/11, às 19h), que também apresentam seus próprios repertórios. Como forma de ingresso, pede-se um pacote de absorvente, que será doado posteriormente. Rua Conde de Bonfim, 824, Tijuca. Grátis. Livre.