Dia em que Pelé jogou com a 10 do Flamengo completa aniversário; relembre


Se o Maracanã não tem recebido jogos por conta da pandemia do novo coronavírus, em 6 de abril de 1979, há exatos 41 anos, o estádio era palco de uma noite histórica: Pelé com a camisa do Flamengo e atuando ao lado de Zico. Os dois dos maiores jogadores de todos os tempos ficaram lado a lado para um amistoso beneficente contra o Atlético-MG, vencido pelos cariocas por 5 a 1.

Este foi a única vez que Pelé, que só competiu pelo Santos no futebol brasileiro, jogou pelo Flamengo. De quebra, o Rei vestiu a camisa 10.

Embora tenha tido uma boa performance, já aos 39 anos de idade e aposentado, Pelé não foi à rede e só jogou o primeiro tempo, mas viu Zico, que utilizou a 9 neste dia, marcar três gols - os outros rubro-negros foram feitos por Luisinho e Cláudio Adão; Marcelo descontou para o Galo.



Pelé vestiu a camisa do Flamengo por um jogo. Foi em 1979, em vitória por 5 a 1 contra o Atlético-MG

Zico (9) e Pelé, que só atuou em um tempo (Foto: Reprodução de TV)

Para que Pelé pudesse atuar, algum integrante daquele time, considerado um dos maiores da história do Fla, teria que sair da equipe. Sobrou para Adílio.

- Alguém tinha que sair do time. Mas, quem o (Cláudio) Coutinho ia tirar? É até uma história engraçada. No coletivo de quinta, antes do jogo, ele caiu depois de levar uma pancada. Não era nada, mas já entraram com o gesso na mão e ele acabou saindo - lembrou Julio Cesar, o Uri Geller, completando:

- Meu grande sonho era jogar com o Pelé. Nunca imaginaria jogar ao lado dele. Por coincidência, acordei de madrugada e vi que tinha um cara do meu lado. Quando vi, era o negão dormindo do meu lado. Foi fantástico - recordou Uri Geller, em entrevista concedida ao site oficial do Flamengo, há uma década.

A renda da partida, que chegou a 8.781.290,00 de cruzeiros, com um público de 139.953 pagantes, foi revertida para vítimas das recém-ocorridas enchentes em Minas Gerais, à época.

FLAMENGO JÁ HAVIA TENTADO CONTRATAR PELÉ

Cabe lembrar ainda que, antes mesmo do amistoso em 1979, mais precisamente dez anos anteriores, o Flamengo tentou contratar Pelé. No entanto, o então presidente do Santos, Athiê Jorge Cury, recusou uma oferta de 2 bilhões de cruzeiros por considerá-lo "inegociável".

- Enquanto eu for presidente do Santos Futebol Clube, Pelé é inegociável. É patrimônio nacional e não será vendido por preço algum - afirmara Cury (falecido em 1992), à TV Tupi de São Paulo.

Confira a ficha técnica do jogo histórico:

FICHA TÉCNICA
Flamengo 5 x 1 Atlético-MG


Data: 6 de abril de 1979
Local: Maracanã
Público: 139.953 pagantes
Renda: CR$ 8.781.290,00
Árbitro: Walquir Pimentel
Auxiliares: José Carlos Moura e Roberto Coelho

Gols: Zico (3), Luisinho e Cláudio Adão (FLA); Marcelo (CAM)

Flamengo: Cantarelli, Toninho, Rondinelli (Nelson), Manguito e Júnior; Andrade, Carpeggiani (Ramirez) e Pelé (Luisinho); Tita, Zico (Cláudio Adão) e Júlio César (Reinaldo). Técnico: Cláudio Coutinho.

Atlético-MG: João Leite, Alves, Osmar, Luisinho e Hilton Bruniz; Toninho Cerezo, Marcelo (Carlinhos) e Paulo Isidoro; Serginho (Pedrinho), Dario e Ziza (Vilmar). Técnico: Procópio Cardoso.