Dia Internacional da Democracia: ato reúne partidos, intelectuais, artistas e atletas

·2 minuto de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
  • Vigília pela Democracia II tem programação de três dias

  • Partidos são de todo espectro político

  • Organizadores esperam mobilizar país pelo impeachment de Bolsonaro

Neste dia 15 de setembro, quando se comemora o Dia Internacional da Democracia, representantes de 15 partidos de diferentes campos políticos se reúnem em um ato “em vigília pela democracia brasileira”, na cidade de São Paulo.

Entre os confirmados no evento está a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta, pré-candidato à Presidência pelo DEM. Também irão comparecer integrantes do PSB, PDT, PSD, PSOL, Podemos, PSDB, PV, PSL, Rede, PCdoB, PL, Cidadania e MDB.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Estarão presentes também cinco ex-presidentes e ex-primeiros-ministros da América Latina e da Europa ligados à esquerda, intelectuais e artistas. Confirmaram presença os ex-presidentes Julio Maria Sanguinetti (Uruguai, de 1985 a 1990 e 1995 a 2000), Ricardo Lagos (Chile, 2000-2006), Ernesto Samper (Colômbia, 1991-1998), José Luis Zapatero (Espanha, 2004-2011) e o ex-primeiro-ministro Massimo D'Alemo (Itália, 1998-2000). Também estarão parlamentares e ativistas de países como Estados Unidos, Chile e Argentina.

O ato, promovido pelo movimento Direitos Já!, acontece às 18h com transmissão ao vivo pelas redes sociais. A presença no local está limitada às lideranças políticas e jornalista, para que sejam cumpridos protocolos de segurança sanitária da pandemia de covid-19.

Leia também:

O objetivo da organização é movimentar novos atos pelo impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nos próximos meses e atrair atenção internacional.

O evento seguirá no fim de semana, nos dias 18 e 19 de setembro, com uma “virada” que durará 30 horas. Nas apresentações, falarão intelectuais, entre eles o linguista e sociólogo Noam Chomsky e o cientista político Steven Levitsky, professor da Universidade de Harvard, além de atletas e artistas brasileiros como Marisa Orth, Chico Cesar e Titãs.

Hoje, os líderes dos partidos farão uma reunião para debater a mobilização nacional pelo impeachment de Bolsonaro. No momento, estão confirmadas manifestações nos dias 2 de outubro e 15 de novembro.

Veja a lista dos representantes partidários que participam do ato:

  • Alessandro Molon (PSB), líder da oposição na Câmara dos Deputados

  • Antonio Neto (PDT), presidente municipal do partido em São Paulo

  • Fabio Trad (PSD), deputado federal

  • Fernanda Melchionna (PSOL), deputada federal

  • Gleisi Hoffmann (PT), presidente nacional do partido e deputada federal

  • Igor Soares (Podemos), prefeito de Itapevi (SP)

  • José Aníbal (PSDB), senador

  • José Luiz Penna (PV), presidente nacional do partido

  • Junior Bozzella (PSL), deputado federal

  • Heloísa Helena (Rede), ex-senadora

  • Luciana Santos (PCdoB), presidente nacional do partido e vice-governadora de Pernambuco

  • Luiz Henrique Mandetta (DEM), ex-ministro da Saúde e presidenciável

  • Macelo Ramos (PL), vice-presidente da Câmara dos Deputados

  • Roberto Freire (Cidadania), presidente nacional do partido

  • Simone Tebet (MDB), senadora e possível pré-candidata à Presidência

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos