Dia de São João: na festa junina da reabertura, preços sobem até 66%, mostra IBGE

O caldo verde ficou salgado e a maçã do amor, indigesta. Depois de dois anos de pandemia, a festa junina de 2022 promete muito arrasta-pé, mas vai ser preciso jogo de cintura para driblar a alta dos preços.

A quatro meses da eleição: ‘Pix caminhoneiro’ e novo auxílio de Bolsonaro violam lei eleitoral, dizem especialistas

Confira a lista: Ranking mostra as melhores cidades para se viver no pós-pandemia

Levantamento feito pelo GLOBO nos dados da inflação do IBGE divulgados nesta sexta-feira mostra alta de preços de até 66% em 15 produtos típicos da festa tradicional.

A batata-inglesa e a couve, indispensáveis para o caldo verde que aquece as noites frias de junho, subiram 65,93% e 35,03% nos últimos 12 meses. A linguiça e a cebola aumentaram 7,31% e 52,32%

Maçã e açúcar cristal, do doce típico dos namorados que trocam correio do amor, tiveram alta de 31,25% e 28,89%.

Petrobras: Conselho se reúne e estatal pode ter hoje seu quinto presidente em menos de 2 anos

A batata-doce na brasa também pode sair chamuscada. O tubérculo ficou 11,31% mais caro este ano.

A inflação, na média, subiu 12,04% nos últimos 12 meses. Mas alguns itens típicos da festa junina tiveram aumento bem maior. E, da cesta de 15 alimentos tradicionais dos festejos, só dois tiveram queda de preço.

O arroz caiu 9,39%. Mas, para completar a receita do arroz doce, vai ser preciso gastar 29,14% a mais no leite longa vida e 8,33% a mais no leite condensado.

Veja o vídeo: Carro elétrico de startup chinesa sofre acidente durante test drive e cai de terceiro andar de prédio

O leite de coco para o cuscuz, a canjica e a broa de milho, ficou 17,01% mais caro. O fubá, também para a broa, subiu 21,16%

O feijão-preto, para o caldinho de feijão, ficou 8,77% mais barato. Mas o milho para a pipoca encareceu, 24,03%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos