Dia de São Sebastião: nas igrejas e em procissões, fiéis celebram santo padroeiro do Rio

Padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, São sebastião é um velho conhecido dos cariocas. Seu feriado, celebrado neste sexta-feira, dia 20, reuniu fiéis devotos do santo, assim como aqueles que apenas queriam agradecer a uma benção recebida. A programação da cidade reuniu missas, carreatas e procissões em diferentes bairros.

Na rota do padroeiro: a memória de São Sebastião festejada pela cidade

Dia de São Sebastião: o santo que vive nas artes e na música em um Rio movido a fé

Uma das principais atividades do feirado, a tradicional missa no Santuário Basílica de São Sebastião dos Frades Capuchinhos, na Tijuca, Zona Norte da cidade, foi movimentada durante todo o decorrer do dia. As celebrações começam cedo no santuário, com uma missa por hora, sendo a primeira às 5h e a última às 19h. A missa das 10h foi celebrada pelo arcebispo do Rio Dom Orani Tempesta.

O engenheiro Ramon Santos, de 33 anos, afirma se considerar devoto do padroeiro. Mesmo jovem, a tradição é antiga, desde os 6 anos Ramon visita anualmente o santuário na Tijuca.

— É um hábito antigo, que já faço há bastante tempo. Em 1996 eu tive um choque anafilático e passei um bom tempo no hospital. Na época, era por volta de janeiro também e minha mãe fez uma promessa para São Sebastião pedindo que eu melhorasse e tivesse alta. Desde então, a partir de 1997, todo dia 20, eu acompanho ela e vou lá no “Capuchinhos” em gratidão. Na época, eu tinha só seis anos e hoje, aos 33, já são 25 visitas. Se tornou algo de família, eu vou com minha mãe e sempre que posso levo minha esposa e meu pai. Hoje eu me considero um devoto e sou extremamente grato a vida que ganhei. — afirmou

Outra ação importante e clássica no calendário do santuário é a tradicional procissão que tem como destino a Catedral Metropolitana do padroeiro, no Centro. Fiéis saíram em peregrinação do santuário as 16h. As 18h foi a vez da catedral do Centro receber uma missa celebrada pelo arcebispo do Rio.