Diamante rosa pode ser arrematado por mais de R$ 108 milhões em leilão

Diamante raro pode ser arrematado por mais de R$ 108 milhões em leilão em outubro. Foto: REUTERS / Gerhard Mey.
Diamante raro pode ser arrematado por mais de R$ 108 milhões em leilão em outubro. Foto: REUTERS / Gerhard Mey.
  • Diamante raro será leiloado em Hong Kong no próximo dia 5 de outubro;

  • Em 2018, outro diamante rosa foi vendido por US$ 2,66 milhões;

  • Em 2017, o maior diamante rosa sem falhas internas foi vendido por US$ 71,2 milhões.

O diamante rosa de 11,15 quilates, intitulado ‘Williamson Pink Star’, foi revelado nesta semana pela empresa Sotheby’s na cidade de Londres, na Inglaterra.

O item será vendido no dia 5 de outubro em Hong Kong e pode chegar a US$ 21 milhões, cerca de R$ 108,6 milhões, na cotação atual, no leilão.

Segundo a casa de leilões, a pequena gema em forma de almofada pode estabelecer um novo recorde de valor.

Leia também:

“Temos a confiança de que ele encontrará um grande colecionador e chamará o interesse de várias pessoas”, afirma o presidente de joalheria e relógios da Sotheby’s Asia, Wenhao Yu. De acordo com o executivo, a joia “tem capacidade de atingir um preço muito alto”.

“Nós organizamos para que este lote seja oferecido entre os leilões de arte moderna e contemporânea da Sotheby’s. Isso porque, em vez de vender apenas mais um diamante importante, vemos essa peça como uma obra de arte e maravilha da mãe natureza”, continua.

O recorde atual por quilate de um diamante rosa em leilão pertence ao ‘Winston Pink Legacy’, de 18,96 quilates, que foi vendido em 2021 por US$ 2,66 milhões, cerca de R$ 13,8 milhões.

Já o maior diamante rosa sem falhas internas, chamado de ‘CTF Pink Star’, de 59,60 quilates, foi leiloado em 2017 por US$ 71,2 milhões, o equivalente a R$ 368 milhões.