Diante de indefinições, Botafogo tem sequência decisiva na temporada

Sergio Santana
·1 minuto de leitura


Enquanto os bastidores do Botafogo explodem, a equipe está prestes a encarar uma das sequências mais importantes de 2020. Em quatro dias, o Alvinegro vai enfrentar Ceará, pelo Campeonato Brasileiro, e Cuiabá, jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil. Dois confrontos diretos para as pretensões do Glorioso na temporada.

Se os dirigentes ainda coçam as cabeças para buscar um treinador, a certeza é que Flávio Tênius, preparador de goleiros, vai comandar a equipe diante do Vozão, neste sábado, no Nilton Santos, às 17h. O Alvinegro, com 19 pontos, está apenas um acima do Vasco, primeira equipe na zona de rebaixamento e que também possui um jogo a menos.

A equipe, que não sabe o que é vencer há duas rodadas, volta a enxergar o Z4 pelo espelho retrovisor. A distância para o Ceará, 10º colocado, é de três pontos. Um resultado positivo não afasta, mas alivia, pelo menos por ora, a situação do clube de General Severiano.

A sequência não é suave. Na terça-feira, o time precisa correr atrás de uma desvantagem de 1 a 0 na Arena Pantanal diante do Cuiabá. A Copa do Brasil, tratada como prioridade em certo período da temporada, passa a ser encarada como uma obrigação.

O time vitorioso no confronto embolsa R$ 3,3 milhões - valor que representa praticamente uma folha e meia de salários do Botafogo, para ter noção do tamanho de uma possível classificação. Não há gol qualificado fora de casa: se o Alvinegro vencer por um tento de vantagem, o duelo será decidido nas cobranças de pênalti.

Se a diretoria ainda não está perto de uma decisão administrativa, a verdade é que o relógio, em um momento de crise e resultados negativos em duas frentes, não é amigo do Botafogo.