Dias antes de ser baleado por falso entregador, jovem foi padrinho de casamento

Morte de Renan Loureira por falso entregador repercutiu bastante nas redes sociais
Morte de Renan Loureira por falso entregador repercutiu bastante nas redes sociais (Foto: Divulgação)

Renan Silva Loureiro, que foi baleado por um falso entregador durante um roubo nesta semana na Zona Sul de São Paulo, era universitário, trabalhava numa cafeteria e foi padrinho de casamento de sua tia três dias antes de ser assassinado. As informações são do G1.

O caso repercutiu nas redes sociais por causa da violência do crime vista nos vídeos que circulam na internet.

Câmeras de segurança gravaram o momento em que o assaltante atira para o alto e o jovem se ajoelha dizendo: "Eu não tenho nada".

O jovem se levanta em seguida, quando o criminoso aponta a arma para a namorada dele. Depois é baleado quatro vezes. Um dos tiros atinge sua cabeça e ele cai morto na Rua Freire Farto, no Jabaquara. Ele tinha 20 anos. "Socorro", grita a garota, de 19 anos, no vídeo. Ela não se feriu.

O latrocínio, que é o roubo seguido de morte, ocorreu na noite da última segunda-feira (25).

O criminoso, que usava capacete e mochila térmica, fugiu numa moto levando o celular da namorada de Renan. O bandido foi identificado como Acxel Gabriel de Holanda Peres, 23, e é procurado pela polícia.

Na sexta-feira (22) passada, ele foi padrinho de casamento da tia, a administradora Carolina Bongiovanni Garcia da Silva, de 45 anos. Renan participou da cerimônia ao lado da mãe, que foi madrinha.

Renan morava com a mãe e o irmão mais novo. Foi o padrasto do jovem quem reconheceu o corpo do enteado.

O jovem, também, segundo familiares, estava feliz por cursar faculdade de administração de empresas na Unip e trabalhar numa das unidades da Starbucks.

"Renan sempre quis fazer tudo sozinho. Ele entrou neste ano na universidade. Estava trabalhando numa cafeteria onde era respeitado profissionalmente, tendo recebido convite até para assumir uma equipe", falou a advogada Camila Garcia da Silva, de 42 anos, madrinha do rapaz.

"Tão jovem e tão esforçado..."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos