Dicas de como manter metas e tirar planos do papel ainda este ano

Evelin Azevedo
1 / 4

happiness-824419_1920

Sonhos, metas, planos. Todo começo de ano tendemos e somos incentivados a traçar objetivos para serem cumpridos durante o novo ciclo. Mas, com o decorrer dos dias, os sonhos são atropelados pela rotina e acabam caindo no esquecimento. O resultado é que eles voltam para a lista de desejos do ano seguinte. Para evitar que isto aconteça, o EXTRA reuniu dicas do que fazer para tirar as ideias do papel e torná-las realidade em 2020.

É a sensação de uma “nova oportunidade” trazida pelo início de um novo ano que faz com que as pessoas se sintam mais dispostas a focar no projeto tão desejado.

— Com a ideia de renovação que o novo ano nos apresenta, imaginamos que, se não conseguimos cumprir as metas até agora, esta é a melhor hora de recomeçar — diz Ellen Moraes Senra, psicóloga e especialista em terapia cognitivo-comportamental.

Mas manter a disposição ao longo dos meses é uma tarefa árdua. Por isso, o momento do planejamento é fundamental, pois é nele que se determinam os prazos que precisam ser cumpridos.

— Muitas pessoas têm iniciativa, mas pouca “acabativa”, ou seja, elas querem e até começam, mas param no meio do caminho por vários problemas, tais como falta de dinheiro, de vontade ou de tempo. Todo desejo tem um preço e muitos não estão dispostos a pagar por isso — afirma Mônica Roberta, especialista em gestão organizacional.

Por isso, ela sugere que as metas devem ser específicas (desejos objetivos, como ler 24 livros no ano), mensuráveis (que você consiga medir o resultado), atingíveis (que caibam no seu tempo), relevantes (que sejam importantes para você) e temporais (que tenham um prazo).

— A maior fonte de frustração são os projetos ambiciosos, de mudança total. Não esqueçamos que a mudança do calendário não faz com que sejamos uma outra pessoa — alerta Lindinaura Canosa, psicanalista da Sociedade de Psicanálise da Cidade do Rio.