Dilma afirma que governo Lula tem que se organizar para ter sustentação e evitar ruptura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) defendeu nesta segunda-feira (2) que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva se organize para conseguir apoio a medidas legislativas e políticas com objetivo de ter sustentação e para que não haja rupturas que não consiga enfrentar.

Dilma participou da posse da ministra Esther Dweck (Gestão), realizada no prédio do Ministério do Planejamento, em Brasília. Em discurso, ela elogiou a economista, mas argumentou que Lula precisa de apoio político e popular para governar.

"Temos de nos organizar para conseguir apoiar que as medidas legislativas e políticas que o governo venha a tomar tenha apoio, tenha sustentação, e que não ocorra nenhuma ruptura que nós não possamos enfrentar", afirmou.

"Porque a gente diz que ditadura nunca mais, que daqui pra frente é democracia sempre. Democracia sempre sem uma estrutura de organização popular não se mantém, sinto informar."

Dilma foi condenada por crime de responsabilidade pelas chamadas "pedaladas fiscais e sofreu processo de impeachment em 2016. Ela lembrou da atuação de Dweck e de Sandra Brandão, ex-chefe de gabinete da petista.

"Ela [Sandra Brandão] e a Esther construíram o texto que explicava por que não havia essa questão das pedaladas fiscais", afirmou. "Coisa muito estranha que acontece neste país que eu sofro impeachment pelo Senado, porque é o Senado que aprova, e, ao mesmo tempo, tenho minhas contas seis anos depois aprovadas."