Dilma denuncia espionagem americana como "violação" de soberania

Nações Unidas, 24 set (EFE).- A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, denunciou nesta terça-feira a espionagem diplomática e econômica por parte dos Estados Unidos, destapada por Edward Snowden, algo que considerou "uma violação" da soberania do país.

Dilma, que centrou seu discurso perante a Assembleia geral da ONU na espionagem da qual ela mesma foi vítima, afirmou que se trata de "uma afronta" e "uma falta de respeito" que não pode ser justificada como luta contra o terrorismo. EFE