Dilma desmente Ciro e diz que ele ataca Lula para "reagir à sua baixa aprovação popular"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
PARIS, FRANCE - MARCH 02: Former Brazilian President Dilma Rousseff looks on during a Anne Hidalgo meeting on March 02, 2020 in Paris, France. Anne Hidalgo is running for a second term as Paris mayor. (Photo by Aurelien Meunier/Getty Images)
Ex-presidente Dilma rebateu acusações feitas por Ciro Gomes contra o ex-presidente Lula (Foto: Aurelien Meunier/Getty Images)
  • Dilma rebateu acusações de Ciro Gomes contra Lula e afirmou que críticas do pedetistas se devem à baixa popularidade

  • Ciro Gomes disse "estar seguro" de que Lula conspirou a pavor de impeachment de Dilma

  • No cenário eleitoral para 2022, Lula aparece em primeiro, Bolsonaro em segundo e Ciro Gomes em terceiro

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) desmentiu as acusações feitas por Ciro Gomes contra Lula. O pedetista acusou Lula de ter "conspirado pelo impeachment" de Dilma. 

Segundo Dilma, a fala de Ciro Gomes se trata de uma estratégia para reagir à "baixa aprovação popular". "Mais uma vez mente de maneira descarada, mergulhando no fundo do poço. O problema, para ele, é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas 1 dígito nas pesquisas", afirmou a petista. 

Leia também:

Durante uma entrevista ao Estadão, Ciro Gomes disse ter certeza de que Lula trabalhou pelo impeachment de Dilma Rousseff. 

“Estou seguro que o Lula conspirou pelo impeachment da Dilma. Estou seguro disso por tudo que eu tinha visto lá dentro nas tratativas para impedir o impeachment e eu não compreendia”, afirmou Ciro.

Ainda sobre o PT, o pedetista afirmou que a relação com é "absolutamente inconciliável com o PT. Com o lulapetismo corrompido e neoliberal tosco, a minha relação está definitivamente encerrada". 

Em 2022, Lula e Ciro Gomes devem se enfrentar na corrida eleitoral. Nas pesquisas eleitorais, o petista aparece em primeiro lugar, segundo a última pesquisa Datafolha, com 44% das intenções de voto. Jair Bolsonaro (sem partido) tem 26%, enquanto Ciro Gomes figurou em terceiro, com 9% das intenções. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos