Dinamarca fecha comércio durante as festas em combate à covid-19

·1 minuto de leitura
A primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen

A Dinamarca fechará o comércio e lojas de departamentos entre 25 de dezembro e 3 de janeiro para combater o aumento contínuo de casos da covid-19, anunciou a primeira-ministra nesta quarta-feira (16).

"Entre sexta-feira, 25 de dezembro e 3 de janeiro, a Dinamarca estará verdadeiramente fechada", exceto no caso de supermercados e farmácias, anunciou a chefe de governo, Mette Frederiksen.

Os shoppings terão que fechar a partir desta quinta-feira e, em sequência, outras lojas de acordo com o setor, a partir de 21 de dezembro. A partir de 25 de dezembro, todos os negócios não essenciais devem ser fechados".

No início da semana, a Dinamarca decidiu endurecer em todo o país as medidas que incluíam o fechamento de bares, restaurantes, escolas e instalações esportivas e centros culturais.

As autoridades de saúde informaram nesta quarta-feira sobre 3.700 novos casos de coronavírus e 14 mortes em 24 horas.

Dinamarca, com 5,8 milhões de habitantes, pode chegar aos 120.000 casos e os 1.000 mortos dentro de pouco tempo. Os meses de janeiro e fevereiro podem ser os piroes, alertou Frederiksen.

A primeira-ministra pediu aos dinamarqueses que as festas de Natal sejam comemoradas com pessoas íntimas.

cbw/map/jz/mb/bn/aa