Dinamarca quer que todos os seus voos domésticos sejam ecológicos em 2030

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
A primeira-ministra dinamarquesa, Mette Frederiksen, durante a gravação de seu discurso de Ano Novo à nação em Kongens Lyngby, Dinamarca, 30 de dezembro de 2021 (AFP/Mads Claus Rasmussen) (Mads Claus Rasmussen)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Mette Frederiksen
    Política dinamarquesa, Primeira-ministra da Dinamarca

O governo da Dinamarca fixou o objetivo ambicioso de que todos os seus voos domésticos sejam ecológicos em 2030, disse neste sábado (1) a primeira-ministra, Mette Frederiksen.

 "Será difícil? Sim. Podemos fazê-lo? Acredito que sim. Já estamos trabalhando nisso. Pesquisadores e empresários talentosos estão trabalhando em soluções", disse Frederiksen em sua mensagem de Ano Novo à nação.

 "Se tivermos êxito, será um grande avanço ecológico. Não só para a Dinamarca, mas para todo o mundo. Se aprendemos algo nos últimos anos sobre a gestão de grandes crises é que nunca devemos duvidar", afirmou.

 Frederiksen não deu detalhes sobre como alcançar este objetivo ambicioso, mas explicou que seu governo estava aberto a introduzir um imposto às emissões de CO2, ao qual se opunha antes.

 A indústria da aviação é uma das maiores emissoras de gases de efeito estufa e as companhias aéreas estão desenvolvendo novas tecnologias mais limpas, como algumas para reduzir o consumo de combustíveis e as emissões.

 A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês), que representa 290 companhias aéreas, responsáveis por 83% do tráfego aéreo, comprometeu-se em outubro a zerar as emissões de carbono em 2050.

 po/ah/grp/bl/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos