Diniz abre primeira semana livre no Fluminense e inicia busca por soluções para as 'improvisadas' laterais

Um mês após ser anunciado como técnico do Fluminense, Fernando Diniz terá — finalmente — a sua primeira semana livre para treinar. Aliado a isso, terá tempo para resolver alguns problemas de sua equipe. A principal delas sequer é sua culpa, mas está presente a cada escalação: as laterais. As improvisações de Yago Felipe e Caio Paulista são exemplos disso.

Volante e atacante de origem, respectivamente, Yago foi testado na lateral-esquerda no clássico diante do Flamengo. Nos jogos anteriores, a opção foi por atuar pela direita, assim como Caio Paulista. Falta de opção? Pelo contrário. No elenco, há quatro laterais de origem (Cristiano, Pineida, Marlon e Samuel Xavier) e outro que atua improvisado (Calegari). Nenhum deles, no entanto, tira a sensação de "o melhor é sempre quem não está jogando", como diz o ditado.

O caso mais simbólico é o de Cristiano, contratado junto ao Sheriff-MOL por R$ 9 milhões a serem pagos de forma parcelada. Tido para ser como titular absoluto, revezou na posição com Abel Braga e perdeu espaço com Fernando Diniz. Desde a chegada do novo treinador, atuou por 90 minutos apenas diante do Oriente Petrolero-BOL, na Bolívia, quando o tricolor escalou reservas. Diante do Junior Barranquilla, no Maracanã, foi substituído no segundo tempo. Nos outros, sequer entrou em campo.

Pineida é quem recebeu mais minutos com Diniz: foi titular diante Palmeiras, Vila Nova, Athletico e Unión-ARG. Porém, sua sequência foi quebrada por uma lesão muscular na coxa esquerda. Mesmo assim, as atuações não eram de destaque, apesar de ser o que menos comprometia defensivamente — o que justifica a sua minutagem.

Preterido por Abel Braga, Marlon também não está tendo vida fácil com Diniz. Até foi titular diante do Fortaleza, mas só entrou em campo em outros dois jogos com o novo treinador: por 10 minutos diante do Junior Barranquilla e cinco diante do Unión. Os três justificam a improvisação por Yago na lateral-esquerda. Que também é algo que aconteceu na direita — e aproveitado por Caio Paulista.

Na direita, porém, há menos críticas por parte dos torcedores. Samuel Xavier tem boa minutagem com Diniz (240 minutos no total) e é a primeira opção quando Yago não vai para a lateral. Já Calegari sequer foi titular com Diniz ainda, tendo entrado no segundo tempo nos jogos onde atuou.

Curiosamente, a ideia de Fernando Diniz não é seguir improvisando Yago Felipe na posição. O treinador já deixou claro que sua utilização atende a demandas específicas da partida. O mesmo vale para Caio Paulista. Então, a semana livre para treinamentos será importante para corrigir esse problema.

— O Yago é polivalente e se esforça para cumprir as funções. Ele tentou fazer o seu melhor. Ele se adaptou muito bem e o resto é história. Pode ser que aconteça o mesmo com o Yago? Pode. Mas não é essa a ideia. Depende de como o time vai se comportar e de como ele vai se comportar — afirmou Fernando Diniz.

Para Fernando Diniz, a boa notícia que é que o mês de junho não reservará grandes "maratonas". Isso porque apenas duas viagens estão programadas para acontecer: diante do Juventude, em Caxias do Sul, e diante do América-MG, em Belo Horizonte. Nos outros jogos da tabela, sequências serão no Rio de Janeiro. Confira:

A semana livre também dará tempo para o Fluminense fazer outros testes. Em especial, o do volante Felipe Melo. Isso porque, apesar de ter voltado a atuar no Fla-Flu do último domingo, ainda há dúvida sobre como será a sua utilização com Fernando Diniz.

Existem duas possibilidades: voltar para a posição de origem e jogar ao lado de André, como estava sendo com Abel Braga; ou ser utilizado como zagueiro. Nesta segunda opção, uma possibilidade é aproveitar a suspensão de David Braz, que não enfrenta o Juventude na próxima rodada, para fazer o teste.

— Estamos no caminho certo, o Diniz entende muito de futebol, é um cara que estuda e respira futebol e a gente tem muito a aprender com ele. Contente por tê-lo conosco, contente porque ele tem muita fome de vencer, assim como nós. Feliz pela torcida que reconheceu o nosso esforço, mas estou puto da vida por não ter vencido – disse Felipe Melo.

O Fluminense volta a campo no próximo domingo, às 11h (de Brasília), diante do Juventude, no Alfredo Jaconi. A semana será livre para o tricolor, já que não terá jogos do Brasileiro ou da Copa do Brasil no meio de semana.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos