Diogo Nogueira vai disputar samba da Grande Rio em homenagem a Zeca Pagodinho

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O cantor e compositor Diogo Nogueira, portelense desde a raiz, anunciou em sua rede social que vai participar da disputa de samba da escola Grande Rio, onde sua namorada, Paolla Oliveira, é madrinha de bateria. O motivo é nobre: o enredo é Zeca Pagodinho. "O grande homenageado é o nosso querido Zeca Pagodinho, nosso poeta, nosso sambista perfeito!", justificou Diogo em seu perfil no Instagram, junto a uma foto com os parceiros de empreitada, entre eles Arlindinho, filho de outro sambista maior, Arlindo Cruz.

Tratamento de Airto Moreira: ‘Nós não pretendíamos expor a situação’, diz Flora Purim

'Envolver': Anitta entra para o livro dos recordes com sucesso internacional de canção

Elvis Presley: Entenda os mistérios que ainda cercam a morte do cantor

Diogo disse mais: "Pela primeira vez vou compor junto com um time de feras para uma agremiação que não é a minha querida Portela para falar sobre um dos maiores personagens da nossa música popular brasileira. Salve o nosso samba, salve Zeca Pagodinho!!!".

As negociações já vinham ocorrendo antes mesmo da apuração das notas dos desfiles de abril. O enredo será desenvolvido pelos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, vitoriosos este ano com a tricolor da Baixada Fluminense, que levou Exu para a Avenida.

Zeca é um ilustre morador de Xerém, distrito de Caxias. E a celebração ao cantor será mais um desfile de reencontro da agremiação com sua comunidade e suas raízes na cidade da Baixada Fluminense. Antes de anunciar o enredo, a Grande Rio havia postado em sua conta no Twitter a frase "Já colocaram para gelar?", com a figurinha de uma caneca de cerveja ao lado.

Como O GLOBO já havia mostrado, uma das estratégias da Grande Rio para fechar oficialmente o enredo era a ideia de fazer, em 2023, uma nova alegoria de São Jorge, inspirada na escultura do Santo Guerreiro que Zeca tinha em seu sítio, em Xerém.

A original, que tinha quatro metros de altura, já havia sido utilizada em um desfile anterior da escola e doada ao cantor após ele pedir de presente a Jayder Soares, presidente de honra da agremiação. Há alguns anos, porém, uma ventania, que precedeu um forte temporal em Xerém, derrubou a estátua, quebrando-a.

Arlindo será homenageado pelo Império

O Império Serrano escolheu Arlindo Cruz como o grande homenageado da escola em sua volta ao Grupo Especial, no carnaval de 2023. O enredo "Lugares de Arlindo" foi anunciado pelo carnavalesco Alex de Souza na neste sábado, com a presença do músico, de sua mulher Babi Cruz, e outros membros da família.

Com a escolha de Arlindo Cruz como enredo, o disco com os sambas do próximo ano terá uma curiosidade. Como a primeira faixa é sempre reservada ao samba da atual campeã e a última para a escola que chega ao Grupo Especial, o disco vai começar com Zeca Pagodinho, enredo da Grande Rio, e terminará com Arlindo Cruz.

A história de Arlindo Cruz se mistura com a da escola de Madureira ao longo dos anos. De 1989 até hoje, o sambista venceu 12 disputas de samba-enredo na escola, sendo o primeiro em 1989, com “Jorge Amado, axé Brasil”. Em 2006, foi com uma composição dele, "O Império do Divino", que a escola conquistou o Estandarte de Ouro na categoria samba-enredo

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos