Dique da Vallourec transborda em Nova Lima (MG); bombeiros descartam rompimento de barragem

·2 min de leitura

Por Marta Nogueira

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Um transbordamento de um dique de contenção de água na região da Mina de Pau Branco, da francesa Vallourec, em Nova Lima (MG), levou à interdição do trânsito na BR-040, informou o Corpo de Bombeiros do Estado neste sábado, que descartou o rompimento de barragem no local.

O dique, com capacidade de 85 mil metros cúbicos água, sofreu extravasamento pelo excesso de chuva e parte do volume carreou o material que estava nas proximidades, invadindo a área da rodovia e atingindo alguns veículos que estavam no local, segundo a corporação.

"Uma vítima foi socorrida pela Via 040, com ferimentos superficiais leves", disseram os bombeiros em nota.

"Vale reforçar, portanto, que não houve rompimento, assim como também não foi detectado nenhum tipo de risco estrutural na barragem. Houve apenas o transbordamento provocado pela movimentação de massa, sem vítimas fatais."

Minas Gerais tem sido atingida por fortes chuvas nos últimos dias.

Procurada, a assessoria de imprensa da Vallourec confirmou o transbordamento de um dique de contenção de águas pluviais localizado na Mina de Pau Branco, em Nova Lima, e também descartou o rompimento de barragem.

"Em função das chuvas excessivas dos últimos dias houve um carreamento de material sólido da pilha Cachoeirinha para o Dique Lisa, localizado em Nova Lima, ocasionando o transbordamento desse dique, que fica próximo à BR-040", disse a empresa em comunicado.

A empresa frisou ainda que, devido ao transbordamento e em conformidade com o Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM), as sirenes foram devidamente acionadas, na manhã deste sábado e, como consequência, a rodovia "foi interditada de imediato, pela administradora da rodovia".

"A empresa já acionou os órgãos competentes e está trabalhando em conjunto com as autoridades para minimizar os transtornos ocorridos. De acordo com as apurações preliminares, não há o registro de vítimas", completou.

(Por Marta Nogueira)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos