Direção do Pros anuncia apoio a Lula, mas candidato contesta

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu nesta quarta-feira o apoio do Pros para a sua candidatura à Presidência da República. O anúncio ocorreu após reunião da cúpula do partido com o candidato a vice, Geraldo Alckmin (PSB), e com o ex-ministro Aloizio Mercadante, coordenador do programa de governo do petista.

O candidato do Pros a presidente, Pablo Marçal, porém, contestou o anúncio e disse que o seu nome foi aprovado em convenção. "Sobre a notícia de que a direção temporária do Pros direção temporária do Pros, encarnada na figura do presidente afastado por corrupção e malversação de verbas do fundo partidário, Euripedes Júnior, temos a informar que legalmente ele não tem esse poder de mudar o resultado de uma convenção realizada dentro do prazo legal", afirma nota divulgada por Marçal.

O candidato do Pros alega que Eurípedes precisaria dispor de dez dias para convocação de uma nova convenção, o que não seria possível porque ele assumiu o cargo no dia 1º de agosto. O prazo final para realização de convenções é 5 de agosto.

Nesta quinta-feira, Lula vai se reunir em São Paulo com o candidato do Avante a presidente, André Janones, que já declarou que a união com o petista "caminha para dar certo".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos