Direto de resposta: veja quantas vezes cada candidato pediu e foi atendido em debate na Globo

Durante o debate entre os candidatos à presidência da República na TV Globo, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) pediram, respectivamente, 18 e cinco direitos de resposta. Lula foi atendido duas vezes, enquanto Bolsonaro não teve nenhum pedido aceito. Segundo as regras do debate, os presidenciáveis podem pedir direito de resposta caso se sintam pessoalmente ofendidos por alguma fala do oponente. Para fazer o pedido, basta levantar a mão, em silêncio.

Quem foi melhor no debate na Globo? Veja análises de colunistas

'Telhados de vidro': Corrupção, Roberto Jefferson, aborto e salário mínimo marcam de debate entre Lula e Bolsonaro

No último debate da Globo, antes do primeiro turno, Lula e Bolsonaro dispararam pedidos de respostas um contra o outro. O presidente fez nove pedidos na ocasião, e quatro foram atendidos. Já Lula teve quatro de suas seis solicitações aceitas. Na época, vale lembrar, outros candidatos também estavam presentes.

O pedido de resposta já virou munição de apoiadores do presidente nas redes em outras oportunidades, que costumam acusar os veículos de imprensa de favorecer Lula nos programas. Eleitores de esquerda, por outro lado, argumentam que o petista apenas costuma fazer mais pedidos, porque é mais comumente ofendido por Bolsonaro.