Cidadão francês tenta entrar na UE com esposa russa dentro de uma mala

Cidadão francês tenta entrar na UE com esposa russa dentro de uma mala

Varsóvia, 17 mar (EFE).- A guarda fronteiriça polonesa deteve um cidadão francês de 60 anos que pretendia entrar na União Europeia com sua esposa russa escondida em uma mala, decisão que o casal tomou porque a mulher não possui um visto válido de entrada e que pode render uma condenação de até três anos de prisão.

Segundo informa a imprensa local, as autoridades polonesas ficaram surpresas quando descobriram a mulher, que possui cerca de 30 anos, literalmente dobrada dentro de uma mala.

Até o momento não se sabe o motivo do casal optar por esta curiosa forma de entrar na UE ao invés de requerer um visto à embaixada francesa na Rússia.

A mulher poderia ter solicitado sem problemas um visto de entrada na zona Schengen como esposa de um cidadão francês.

O casal viajava desde Moscou a Nice e foi detido na cidade de Terespol, na fronteira entre Polônia e Bielorrússia, quando os agentes poloneses descobriram a "curiosa" bagagem.

"Vi muitas pessoas tentarem atravessar a fronteira de maneira ilegal, embora esta seja a primeira vez que vejo algo assim", explicou à imprensa o porta-voz do posto fronteiriço Dariusz Sienicki.

Por sua vez, as autoridades fronteiriças bielorrussas anunciaram que intensificarão as revistas das bagagens dos viajantes que entram ou saem do país. EFE