Diretor de "Avatar" usou sucesso de "Titanic" para afrontar estúdio contra cortes

Imagem de
Imagem de "Avatar". Foto: Divulgação/20th Century Fox

Resumo da notícia:

  • James Cameron citou sucesso de "Titanic" para bancar "Avatar"

  • Filme ocupa a primeira posição como maior bilheteria da história do cinema

  • Diretor afrontou estúdio para evitar cortes na produção

James Cameron precisou afrontar a produção da 20th Century Fox para conseguir manter "Avatar" sem cortes de efeitos ou duração, o que viria a se tornar a maior bilheteria da história.

Em entrevista ao The New York Times, o diretor confessou que entrou em conflito com o estúdio e chegou a citar o sucesso de "Titanic" para justificar o processo da trama de ficção científica lançada ao final de 2009.

“Eu acho que senti, na época, que nós nos confrontamos sobre certas coisas. Por exemplo, o estúdio achou que o filme deveria ser mais curto e que havia muitos elementos aéreos. Bem, acontece que é isso que o público mais amava, em termos de nossa pesquisa de saída e coleta de dados", explicou.

“Foi aí que decidi desenhar uma linha na areia e dizer: ‘Quer saber? Eu fiz Titanic. Esse prédio em que estamos nos encontrando agora, esse novo complexo de meio bilhão de dólares no seu lote? Titanic pagou por isso, então eu posso fazer isso'", completou.

Vale lembrar que "Avatar" voltou ao topo das bilheterias de todos os tempos após "Vingadores: Ultimato" assumir a liderança por ter sido lançado no cinema novamente em sessões especiais.

Inclusive, o filme retornará aos cinemas mais uma vez nesta quinta-feira (22) em uma versão mais tecnológica, remasterizada em 4K. Confira o trailer: