Diretor de instituto de pesquisa diz que sem Doria, chances de Lula no 1º turno crescem

Entre os eleitores de Doria, Lula tem menos rejeição que Bolsonaro (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
Entre os eleitores de Doria, Lula tem menos rejeição que Bolsonaro (Foto: DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • Lula pode ser o principal beneficiado com a desistência de Doria da corrida eleitoral

  • Há mais eleitores de Doria que rejeitam Bolsonaro do que aqueles que rejeitam Lula

  • Doria tinha entre 3% e 5% dos votos nas pesquisas de intenção de voto

Com a desistência de João Doria (PSDB) na corrida presidencial, a tendência é que o maior beneficiário seja o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que pode ser eleito no primeiro turno. A análise é de Felipe Nunes, especialista em ciência política e diretor da Quaest Pesquisa e Consultoria.

Segundo Nunes, há três perspectivas pelas quais é possível olhar para a desistência de Doria. A primeira é pela questão numérica, pela qual há poucas alterações no cenário eleitoral.

“Numericamente, não tem mudança significativa porque Doria sempre apareceu com pouco voto (3% a 5%), mas Ciro tem o maior potencial entre esses eleitores (54%), Lula tem potencial de 36% e Bolsonaro de 19%. Tebet é muito desconhecida”, explicou.

De forma simbólica, Nunes avalia que a chamada “terceira via” aumenta as chances de tem para se organizar e tentar viabilizar uma opção que não seja nem Lula nem Jair Bolsonaro (PL). “A coordenação das elites é fundamental para que os eleitores possam tomar decisões eleitorais. Até aqui, a tercerra via mais atrapalhou do que ajudou o eleitor”, avalia.

No âmbito político, Felipe Nunes indica que as chances de Lula de vencer no primeiro turno aumentam. Isso se dá em função do voto útil: o eleitor que votaria em João Doria rejeita mais Jair Bolsonaro, com 77%, que o ex-presidente Lula, que tem 62% de rejeição desse eleitor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos