Diretor-geral da OMS diz que mundo está "cada vez mais cego" sobre transmissão da Covid-19

·1 min de leitura
Dietor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, durante entrevista coletiva em Genebra

GENEBRA/LONDRES (Reuters) - O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, fez um apelo nesta terça-feira para que os países mantenham a vigilância sobre infecções pelo coronavírus, dizendo que o mundo está "cego" para como o vírus está se espalhando, por conta da queda nos números de testagens.

"Enquanto muitos países diminuem a testagem, a OMS vem recebendo cada vez menos informações sobre transmissões e sequenciamento", disse o diretor-geral Tedros Adhanom Ghebreyesus em entrevista coletiva na sede da agência integrante da ONU em Genebra.

"Isso nos torna cada vez mais cegos aos padrões de transmissão e evolução".

Bill Rodriguez, diretor-executivo do Find, um grupo global de auxílio que trabalha com a OMS na expansão do acesso a testes, disse que "as taxas de testagem despencaram, de 70% para 90%".

"Temos uma habilidade sem precedentes de saber o que está acontecendo. E hoje, já que a testagem é a primeira vítima da decisão global de baixar a guarda, estamos nos tornando cegos para o que está acontecendo com o vírus", disse.

(Reportagem de Emma Farge e Jennifer Rigby)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos