Diretor-geral de Itaipu pede demissão

·1 min de leitura

RIO - O diretor-geral da Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, pediu exoneração do cargo por razões pessoais, segundo comunicou a empresa nesta terça-feira. Ele estava à frente da usina desde abril de 2021, quando substituiu o também general Joaquim Luna e Silva.

Segundo o jornal Valor Econômico, que antecipou a informação, o cargo estaria sendo negociado pelo "Centrão", citando fontes do setor elétrico. Ferreira teria se antecipado para evitar desgaste. O nome do substituto ainda não foi anunciado, mas tem que ser avaliado pelo Conselho da Petrobras.

Durante o período em que esteve no cargo, a Itaipu alcançou a marca de 2,8 bilhões de megawatts-hora desde o início da operação da usina.

"O general Ferreira agradece o apoio e o comprometimento dos parceiros da usina, em especial à Família Itaipu, como se refere ao grupo de empregados", disse a empresa no comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos