Diretor de O Senhor dos Anéis entra para hall de bilionários após venda de US$ 1,6 bi em ações de empresa de efeitos especiais

·1 min de leitura

WELLINGTON, NOVA ZELÂNDIA — O diretor Peter Jackson, conhecido por comandar a trilogia de Senhor dos Aneis e a trilogia O Hobbit, entrou para o time dos bilionários, segundo a Forbes, depois de venda parcial dos ativos da empresa de efeitos visuais do diretor, Weta Digital. A venda para a empresa Unity Software, desenvolvedora de games, foi avaliada em US$ 1,6 bilhão.

Jackson e a esposa, Fran Walsh, detêm 60% das ações da Weta, segundo dados regulatórios da Nova Zelândia. Na transação, a Unity, com capital aberto nas bolsas de Nova York, vai pagar US$ 1 bilhão em dinheiro e US$ 375 milhões em ações para o diretor.

Como o país não cobra impostos sobre ganhos de capital, Jackson ganha mais do que levaria se o negócio fosse fechado nos Estados Unidos, em que há taxação por transações do gênero.

Além do diretor, outra figura ligada à trilogia de Senhor dos Aneis pode ganhar uma bolada em venda de ações da Weta. O bilionário fundador da Napster, Sean Parker, grande fã da saga fantástica, detêm 25% das ações da empresa, avaliada em US$ 400 milhões sem taxação.

Antes da criação da Weta, Peter Jackson já ganhava quantias milionárias. Em cada filme da trilogia de Senhos dos Aneis, o diretore recebeu US$ 10 milhões em adianto, e 10% dos lucros com as receitas de cada filme. A trilogia rendeu 17 Oscars e faturamento de quase US$ 3 bilhões.

Procurados pela Forbes, Peter Jackson, Sean Parker e Weta não responderam até o fechamento da reportagem.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos