Diretora de documentário de Juliette é a mesma de Karol Conká: 'Maior desafio', diz ao revelar bastidores

·1 minuto de leitura

O documentário sobre a vida de Juliette segue sendo feito a todo vapor, mesmo perto da data de lançamento. Serão seis episódios disponíveis no Globoplay a partir do dia 29 de junho. Diretora da produção, Patrícia Cupello revelou bastidores das gravações com a campeã do "Big Brother Brasil 21".

"Ainda estamos gravando e editando", revelou Patrícia a um seguidor e logo publicou outra imagem de Juliette, sem revelar a paisagem exata em Campina Grande, na Paraíba, onde filmaram: "Takes bonitos da bonita? Sim, teremos".

A jornalista também esteve a frente do documentário "A vida depois do tombo", sobre Karol Conká, para a plataforma de streaming da Globo. Lidar com duas personagens que tiveram trajetórias distintas dentro da casa mais vigiada do país despertaram emoções variadas.

"Maior desafio! Estou tão atolada de trabalho que ainda não sei muito a diferença entre as produções. Sei das semelhanças: gravamos muito para ter um conteúdo legal. É com muito trabalho e amor".

Quando lançou o documentário sobre a rapper, Patrícia refletiu sobre a produção.

"Esse é o olhar que a gente tem por trás da lente. Meu olhar, meu enquadramento. Cada um tem o seu. Como jornalistas e roteiristas, eu e minha amiga Valéria Almeida (também envolvida na produção), contamos uma história. História cheia de tretas, a gente sabe, cheia de pedaços tristes, lastimáveis, mas cheia de histórias boas também. Respeito. Essa é a palavra necessária no momento. Por uma mulher que topou de desafio se abrir sua vida e pelas mulheres que contam essa história", escreveu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos