Diretora de filmes de Paulo Gustavo faz relato otimista da luta do ator na UTI

O Globo
·2 minuto de leitura

RIO — "Meu amigo, meu irmão" — assim a cineasta Susana Garcia, diretora de filmes de Paulo Gustavo, iniciou um longo relato em homenagem ao ator, internado desde o dia 13 de março por conta de Covid-19.

Garcia publicou o texto no Instagram após visitar Gustavo na UTI, relatando a luta do ator pela vida e o otimismo com o qual ele vem enfrentando a doença.

"Antes de vc ser intubado, vc brincou com médicos e enfermeiros, fez piadas, todo mundo riu, depois vc se emocionou, falou com cada profissional da importância deles na sua vida, me olhou disse que me amava", escreveu a cineasta. "Se despediu do seu marido que vc tanto ama e disse: 'te amo. Já volto.'Depois de tudo que vc já passou nessa trajetória difícil, com complicações, eu vivi hoje uma coisa que me tocou muito: toda a equipe médica entusiasmada e otimista com a sua cura".

Garcia, de 50 anos, roteirizou e dirigiu os filmes "Minha vida em Marte" e "Minha mãe é uma peça 3", dois grandes sucessos que ultrapassaram a marca de 5 milhões de espectadores. Ela terminou o post com palavras de otimismo: "Tenho muita certeza de que vc vai sair curado pela porta daquele hospital e estaremos esperando por vc com todo amor do mundo que vc merece ter. Vem! Estamos aqui!"

Neste sábado (3), o médico Thales Bretas, marido do comediante, voltou a pedir para que os fãs do ator não acreditem em boatos que circulam nas redes sociais sobre o seu estado de saúde.

Casado com o artista há cinco anos e pai dos seus dois filhos, Thales afirmou em publicação no Instagram que ele e a assessoria de Paulo Gustavo estão atualizando as informações sempre que possível. Devido ao agravamento do seu estado de saúde na sexta-feira, o ator foi submetido a uma terapia por ECMO (Oxigenação por Membrana Extracorpórea). Nesta sexta-feira, Júlio Marcos, pai do humorista, relatou que a luta do filho é ''dolorosa''.