Diretora de escola do Texas é suspensa após massacre em Uvalde

Residentes prestam homenagem às vitimas do massagre em escola primária, em Uvalde, Texas

(Reuters) - A diretora da escola primária do Texas onde um homem armado realizou um massacre em maio foi suspensa, com direito a pagamento de salário, disse a advogada dela nesta terça-feira, duas semanas depois de um relatório apontar que a falta de segurança no local permitiu que o atirador realizasse o ataque.

Mandy Gutierrez, diretora da Escola Primária Robb, foi colocada em licença administrativa por Hal Harrell, superintendente do distrito escolar de Uvalde, na segunda-feira, disse o advogado Ricardo Cedillo à Reuters.

Ele não deu motivos específicos para a suspensão, que ocorre dois meses depois do massacre que matou 19 crianças e dois professores.

O ataque abriu uma nova onda de debates sobre o acesso fácil às armas por texanos e muitos outros norte-americanos.

“A senhora Gutierrez não tem comentários adicionais a fazer neste momento”, disse o advogado.

A suspensão acontece depois da publicação de um relatório sobre uma investigação de um comitê legislativo do Texas sobre o massacre de 24 de maio. O comitê descobriu que Gutierrez, que está em seu primeiro ano como diretora da escola, sabia dos problemas de segurança do local.

“A escola Robb tinha uma cultura de não cumprir com políticas de segurança que exigiam que as portas ficassem trancadas, o que acabou sendo fatal”, disse o relatório, afirmando que o homem armado entrou facilmente na escola por meio de uma porta destrancada.

(Reportagem de Brendan O'Brien, em Chicago)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos