Diretora de 'Meu nome é Gal', Dandara Ferreira chora ao lembrar última conversa: 'Não consegui mostrar o filme a ela'

Diretora do filme "Meu nome é Gal", inspirado na vida de Gal Costa, Dandara Ferreira foi às lágrimas em entrevista exclusiva ao site, após saber da morte da cantora, de 77 anos, nesta quarta (9). As duas trabalharam juntas por dez anos na idealização do longa-metragem de ficção baseado na vida da artista.

— Para mim, a maior tristeza é a de não ter podido mostrar o filme a ela. Eu não pude... E esse projeto surgiu de uma construção, de conversas, de muito tempo atrás. Ela, Wilma (Petrillo, empresária de Gal) e eu trabalhamos muito nisso, era um sonho. Ela dizia que queria que, depois do documentário, tivesse um filme de ficção, até brincava com o filme da Elis (Regina) — diz Dandara, deixando surgirem as lembranças.

Dandara, que é responsável pelo filme ao lado de Lô Politti, lembra que trocava mensagens virtuais com Gal Costa com frequência e que sua última troca olho no olho aconteceu ao lado de Caetano Veloso, há cerca de um ano, quando o cantor fazia show em Brasília.

— Esse encontro foi simbólico. Anos atrás, conheci Gal através do Caetano. Liguei para a Gal pelo Facetime pela última vez quando ele estava em Brasília. E também fazia tempo que Caetano não falava com ela. Nesse dia, ele brincou porque ela estava muito curiosa para assistir ao filme. Eu queria mostrar quando ele estivesse com uma qualidade melhor, finalizado. Hoje me arrependo e penso "Caramba...Não consegui mostrar" (chora a diretora, ao telefone). A gente trocava muitas mensagens de WhatsApp. Ela ficava bastante na internet. Era antenada. Foram pela internet as nossas últimas conversas — lamenta.

Trilhas especiais: 'Vale tudo', 'Gabriela'... Relembre sucessos de Gal Costa nas novelas

Mais do filme: conheça personagens da história inspirada na vida de Gal Costa

"Meu nome é Gal" é protagonizado por Sophie Charlotte e remonta parte da trajetória de Gal Costa. O recorte do filme é focado na época em que a cantora tinha 20 anos e decidiu viajar para o Rio de Janeiro para se dedicar à carreira. Na capital carioca, Gal encontrou os amigos da Bahia: Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil e Dedé Gadelha.

O roteiro dolonga-metragem é assinado por Lô Politi. E o elenco tem Rodrigo Lelis (Caetano Veloso), Dan Ferreira (Gilberto Gil), Camila Márdila (Dedé Gadelha), George Sauma (Waly Salomão), Luis Lobianco (o empresário Guilherme Araújo), Dandara Ferreira (Maria Bethânia), entre outros. Fábio Assunção faz uma participação especial como um diretor de televisão. A produção é da Paris Entretenimento com coprodução da Globo Filmes e da Dramática Filmes.