Diretora premiada é acusada de agredir homens da equipe no set de filmagem

A diretora japonesa e favorita de Cannes, Naomi Kawase, foi acusada de comportamento violento contra sua equipe, incluindo um ataque que deixou o rosto de um funcionário inchado, segundo reportagem do "The Hollywood Reporter".

De acordo com a matéria, em maio de 2019, no set de True Mothers, um assistente de direção tocou Kawase para apontar que havia um problema com uma cena. Embora não haja nenhuma sugestão de que o contato foi inapropriado, Kawase teria gritado “O que você acha que está fazendo?” para o diretor assistente e o chutou no estômago.

Toda a equipe de fotografia, liderada por Yuta Tsukinaga, renunciou às filmagens após o incidente. Depois que a revista semanal de Tóquio e a Shukan Bunshun divulgaram a história, Kawase colocou no site de sua empresa que o assunto havia sido resolvido internamente.

No entanto, a revista escreveu sobre um incidente em outubro de 2015, quando Kawase teria agredido um membro da equipe no escritório de sua produtora na cidade de Nara. A diretora premiada deu um soco em um funcionário, derrubando-o no chão e continuando a espancá-lo enquanto outros funcionários fugiam do escritório com medo.

Quando a equipe voltou, o rosto da vítima estava visivelmente inchado. O funcionário, que se demitiu imediatamente, confirmou a Shukan Bunshun que o ataque havia ocorrido, mas disse que não queria comentar publicamente sobre isso.

A indústria cinematográfica do Japão foi atingida este ano por uma série de acusações de abuso sexual de atores por diretores.

Kawase ganhou o prêmio Camera d'Or de melhor nova diretora em Cannes em 1997, catapultando-a para o cenário internacional. Dez anos depois, ela ganhou o Grand Prix com The Mourning Forest, e desde então participou de júris e teve outros filmes exibidos em competição no festival.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos