Diretores de 'Batgirl' comentam cancelamento do filme: 'estamos tristes e chocados'

Os diretores Adil El Arbi e Bilall Fallah se manifestaram pela primeira vez após a divulgação de que a Warner optou por cancelar o lançamento de "Batgirl" totalmente, seja no cinema, seja no streaming.

Marcos Palmeira: 'José Leôncio fez eu me enxergar como um homem maduro'

'Carvão': Filme brasileiro com Maeve Jinkings é selecionado para o Festival de Toronto

"Estamos tristes e chocados com a notícia. Ainda não conseguimos acreditar. Como diretores, é fundamental que nosso trabalho seja mostrado ao público, e, embora o filme esteja longe de estar finalizado, queríamos que fãs ao redor do mundo pudessem ter tido a oportunidade de assisti-lo e abraçá-lo em sua versão final. Talvez algum dia eles consigam, Inshallah", destacou comunicado publicado nas redes sociais dos cineastas. "De qualquer forma, como fãs de Batman que somos desde crianças, foi um privilégio e uma honra ter sido parte do universo DC, mesmo que por um breve momento. Batgirl para sempre."

Já a protagonista do filme, a atriz Leslie Grace, optou pela indireta. Ela postou um vídeo em seus Stories com a música “Shake it off”, de Taylor Swift.

Em nota oficial, a Warner justificou: “A decisão de não lançar ‘Batgirl’ reflete a mudança estratégica de nossa liderança no que se refere ao universo DC e à HBO Max.”

Em 2021, a Warner foi vendida pela AT&T para a Discovery. Segundo o Deadline, o novo CEO da companhia, David Zaslav, possui uma visão de negócios diferente da gestão anterior, que estava disposta em investir em produções de alto orçamento feitas diretamente para o streaming.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos