Diretores da VTCLog afirmam que transações são em espécie porque empresa é familiar

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***BRASILIA, DF,  BRASIL,  07-07-2021, ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias,  (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, BRASIL, 07-07-2021, ex-diretor de logística do Ministério da Saúde Roberto Ferreira Dias, (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em depoimento à CPI da Covid, nesta terça-feira (5), o sócio da VTCLog Raimundo Nonato Brasil afirmou que a grande quantidade de operações com dinheiro em espécie da empresa se dá por se tratar de um negócio "familiar", ainda em processo de modernização.

"Com todo respeito, toda consideração, nossa empresa é uma empresa familiar. A gente faz um cheque, vai pro aeroporto, ou no banco, pra pagar despesa da empresa, despesa dos sócios e despesa do nosso agronegócio", afirmou o empresário. "O cheque não é para ser sacado e levado pra empresa, jamais."

A mesma versão foi dada pela diretora-executiva da empresa, Andreia Lima, que foi autorizada a prestar depoimento junto com o sócio.

"É uma empresa familiar, com gestão totalmente familiar. Sócios usam o departamento financeiro para pagamentos de contas pessoais", disse ela.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos