Dirigente diz que César Farías, técnico alvo do Botafogo, ficará na seleção da Bolívia

·1 minuto de leitura

Na Federação Boliviana de Futebol, o discurso é que o técnico venezuelano César Farías permanecerá à frente da seleção nacional, apesar da negociação com o Botafogo.

Em declarações publicadas pelo jornal "Opinión", Rolando Aramayo, um dos diretores da FBF explicou o cenário, movimentado por uma carta que chegou semana passada na entidade em prol da liberação do treinador.

- Farías tem um compromisso com o país, com a FBF, os jogadores, o Comitê Executivo e de conseguir a classificação para o Mundial do Qatar - disse Aramayo.

Segundo a publicação, houve reuniões na segunda e nesta terça-feira sobre o assunto, com o intuito de concretizar a continuidade do treinador na seleção da Bolívia.

- Esse acordo nos deixa tranquilos porque existe um compromisso desportivo com o páis. Seria complicado começar de novo e agora só resta pensare trabalhar de olho nas partidas pelas Eliminatórias - completou o dirigente boliviano.

A Bolívia estreou nas Eliminatórias contra o Brasil e depois pegou a Argentina. Perdeu os dois jogos. Os próximos compromissos são contra Equador e Paraguai.