Em discurso na Assembleia Geral da ONU, Dilma condena espionagem americana

RIO - A presidente Dilma Rousseff iniciou seu discurso na abertura da Assembléia Geral da ONU condenando a espionagem americana no Brasil.

- Jamais uma soberania pode firmar-se em detrimento de outra- declarou a presidente, ao falar sobre as recentes revelações de uma rede global de espionagem eletrônica que provocou "indignação no Brasil". - O Brasil, senhor presidente, sabe proteger-se - declarou, referindo-se a Obama.

Carregando...

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias