Discurso de Tadeu sobre Arthur deixa gosto amargo em mulheres que já sofreram abuso

Arthur vence o
Arthur vence o "BBB22" (Reprodução Globoplay)

Pouco antes de anunciar que Arthur Aguiar é o vencedor do "BBB22", Tadeu Schmidt fez um discurso controverso ao falar sobre a trajetória do participante. Sem dar detalhes ou explicar o que queria dizer, o apresentador escolheu falar sobre o histórico pessoal de Arthur Aguiar de forma velada, criando uma narrativa de herói na vitória do cantor e ator.

"Você é talvez o cara mais corajoso que já pisou nessa casa. Não preciso nem quero explicar o motivo. Imagina o quanto podia ter dado errado. Mas você veio com vontade, é o símbolo do comprometimento", afirmou Tadeu.

Quando Arthur foi confirmado no elenco do reality, grande parte do público criticou a decisão da Globo de colocar dentro da casa um homem que havia sido acusado de abuso psicológico pela ex-esposa, Mayra Cardi. A denúncia foi feita em 2020, e poucos meses antes do "BBB" o casal havia reatado, com a influenciadora fitness explicando que Arthur mudou e não era mais o homem de antes.

Em 2020, Mayra começou suas denúncias contra Arthur, afirmando que ele era um homem abusivo e manipulador, que a acusava de traição enquanto a traia com inúmeras mulheres. "Eu vivi um relacionamento abusivo e manipulador, onde eu era extremamente traída durante muitos anos. E é sobre isso que eu vim falar, da maneira mais dura e mais direta e da maneira mais sincera possível, porque eu cansei disso. Sinto muito por todas as famílias que ele destruiu além da minha", afirmou ela na época.

Embora nunca tenha sofrido violência física, Mayra explicou que teve medo do que poderia acontecer. "Não houve abuso físico, mas estava perto de acontecer. Se você ver tudo que ele fez comigo, o próximo passo era bater. A mentira e a manipulação diária... Eu não sei o que ele é, não sei a patologia adoecida da mente dele. Não sei se ele é um narcisista perverso. Me parece que sim".

A influenciadora digital também afirmou que os pontos de sua cesárea estouraram de tanto nervoso por ser abandonada por Arthur durante o puerpério. "Eu estourei os pontos da cesárea de tanto nervoso, tanto autoritarismo. Eu passava a madrugada sozinha, ficava sem banho, sem comer, e você não queria babá. Tinha esperança que você mudaria, de que seria um bom pai. Quando eu chorava e dizia que me sentia abandonada, enquanto você passava o dia todo vendo série, eu pedia desculpa. Você era um perverso e manipulador, e eu acreditei. Eu depositei todos os meus sonhos na mão dele, depositei tudo o que eu tinha, meu dinheiro, coloquei ele em todas as minhas contas como ator principal, coloquei ele a frente das minhas empresas e dos meus negócios para ele se sentir mais útil, porque quando a gente se conheceu ele tinha acabado de falir", completou.

Em resposta, Arthur admitiu todas as traições, mas se recusou a aceitar o rótulo de abusivo. "Abusador é algo muito sério, e isso eu nunca fui. Tenho obrigação de me posicionar porque violência contra a mulher é algo muito sério. Faço isso pela minha integridade e pela minha filha. Eu traí e me arrependi demais, mas nunca fui abusivo", disparou.

Não cabe a nós julgar o que aconteceu no relacionamento entre Arthur e Mayra. Atualmente, a influenciadora digital defende o marido a todo custo e fez toda uma campanha de marketing voltada para alavancar a torcida de Arthur e defender sua reputação contra qualquer tipo de crítica e ataque. O que acontece no relacionamento dos dois jamais saberemos, mas é fato que o discurso de Tadeu, ao chamar um homem acusado de abuso de corajoso, é um gatilho para mulheres que já viram seus abusadores serem amados e idolatrados mesmo após denúncias de violência.

Acusações de manipulação

Ao chegar na casa, Arthur já sabia que estava correndo um enorme risco de sair ainda mais cancelado do que entrou. Nego do Borel ilustra bem o tipo de trajetória que poderia ter acontecido com o ator: com a imagem desgastada após ser acusado de estupro de vulnerável e abuso pela ex, Duda Reis, o funkeiro acabou expulso de "A Fazenda" após ser acusado de estuprar a modelo Dayane Mello após uma das festas do programa. Após o reality, sua carreira entrou em ostracismo e pouco se falou sobre ele.

Já Arthur Aguiar entrou na casa com uma estratégia pronta para conquistar o público e, aos poucos, criar uma narrativa do herói incompreendido que busca redenção. Em conversas com os brothers, ele afirmou várias vezes que se arrependia amargamente de ter traído a esposa, e criou a todo custo a imagem do homem íntegro de família que não deseja nada além de uma segunda chance de ser o pai e o marido que sempre quis ser.

Nem todo mundo acreditou na narrativa de Arthur. Jade Picon foi a primeira sister a afirmar que o cantor era habilidoso na arte de manipular discursos, se colocando como vítima e jogando de forma a sempre pegar seus algozes em alguma contradição. Com boa memória, Arthur lembrava exatamente o que os demais competidores falavam, o que facilitava quando precisava chamar a atenção de alguém. Fora da casa, sua equipe estava alinhada com esse jogo, sempre fazendo questão de postar os vídeos na íntegra, mostrando como de fato Arthur estava falando a verdade.

Um embate entre Laís e Arthur define muito bem o tipo de jogo que Arthur adotou. Quando a sister o acusou de manipular discursos dentro da casa para se promover e criar uma narrativa de vitimismo, o brother apelou para o público. "O público é inteligente, ele sabe o que é verdade ou não. Ele sabe quem ele tira", afirmou. Uma estratégia clássica do "BBB" é quando algum brother decide se aliar não aos colegas e sim ao público, o que cria uma relação simbiótica entre o sucesso do participante e a sensação de quem vota de que proteger essa pessoa merece ficar por ser um bom representante da opinião de quem assiste.

Inteligente, Arthur incentivou essa visão sobre ele, se colocando como o homem que jogou o tempo todo sozinho, tendo ao seu lado apenas o carinho de seus fãs. A narrativa da pessoa perseguida funcionou no "BBB21" com a vitória de Juliette, e Arthur já sabia que esse era um caminho que podia render frutos. Ao contrário da sister, entretanto, Arthur nunca foi perseguido, vítima de xenofobia ou motivo de chacota na casa, e sempre teve a parceria de Lucas, Scooby, PA e DG. O ator nunca jogou sozinho, ao contrário de Juliette, mas fez bem em alimentar essa narrativa para chegar longe no jogo.

Se Arthur Aguiar é um grande manipulador ou não, é difícil cravar qualquer tipo de julgamento em um jogo tão multifacetado e mutável como o "BBB". A questão que vale uma análise é como essa narrativa de transformar homens cancelados em heróis em questão de meses e até semanas é predominante na cultura misógina brasileira, dominada pela visão heternormativa de que todo homem merece uma segunda chance. Enquanto isso, mulheres (especialmente pretas) são condenadas, canceladas e têm a carreira destruída nas redes sociais no primeiro passo em falso, e raramente conseguem se reerguer.

Gatilho

Para mulheres que já sofreram assédio, abuso e outros tipos de violência marcada pela desigualdade de gênero, é um gatilho assistir a um reality show voltado para o entretenimento e ver um homem acusado de abuso ser celebrado e ganhar um prêmio milionário. Mais do que isso, causa estranhamento e incômodo que o discurso do apresentador fale de maneira velada do cancelamento de Arthur sem nunca explicar os motivos, decidindo dar atenção apenas para os pontos positivos de sua jornada na casa. A chamada "coragem" de Arthur é apenas a vida cotidiana de homens brancos, famosos e cisgêneros, que recebem aval da sociedade para sempre seguirem em frente sem se preocuparem com suas reputações.

Quem não conhece as acusações feitas por Mayra Cardi vê apenas um homem sendo celebrado por "superar obstáculos" e ser um grande herói do entretenimento brasileiro. Em seu discurso, Tadeu poderia ter omitido a vida de Arthur fora da casa, focando em seu talento dentro do jogo, sua capacidade de fugir dos paredões e as alianças cuidadosas que construiu no confinamento. Ao decidir citar seu cancelamento, que foi causado por traições assumidas a uma mulher grávida, além das denúncias de abuso, Tadeu tinha obrigação de se posicionar de forma mais contundente, em vez de criar uma narrativa "Disney" sobre o que ocorreu.

Para as mulheres que acompanharam a final, ficou um gosto amargo ao perceber que os heróis na sociedade brasileira são sempre definidos pelo pacto da masculinidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos