Disney faz anúncio que choca o mercado para ser seu novo CEO

Bob Iger chocou investidores e empregados ao retornar ao comando da Disney (Karwai Tang/WireImage)
Bob Iger chocou investidores e empregados ao retornar ao comando da Disney (Karwai Tang/WireImage)
  • Anúncio chocou a investidores de Wall Street e a executivos de Hollywood;

  • Iger tem dois anos de mandato na Disney para preparar um novo sucessor;

  • Revelação foi feita após a Disney apresentar seu resultado de quarto trimestre de 2022.

Em uma reviravolta empresarial, a Disney reverteu a troca de CEO executada em 2020 e que surpreendeu a todos. Bob Iger retorna ao comando da empresa substituindo seu sucessor, Bob Chapek. Iger, de 71 anos, agora terá um mandato de dois anos a cumprir na chefia da empresa, tempo no qual deverá também encontrar seu sucessor de longo prazo.

Iger retorna à uma Disney diferente da qual liderou entre 2005 e 2020. Após uma pandemia e a ascensão do streaming, Iger terá novos desafios também ao reabilitar a imagem da empresa, que passou por grandes controvérsia nos últimos anos com o processo de Scarlett Johansson e os problemas com leis sobre anti-homofobia nas escolas na Flórida.

A troca de liderança acontece duas semanas após a Disney divulgar os resultados do quatro trimestre de 2022, observando que os parques e divisões de mídia não conseguiram atingir as estimativas dos analistas, além de uma queda de 10% no valor das ações da empresa no último mês, e 40% no último ano.

Segundo fontes internas ouvidas pelo portal Business Insider, a saída de Chapek foi motivada por um protesto interno de grupo de executivos de alto nível da empresa, pertencentes tanto aos setores criativos, quanto ao setor empresarial, que ameaçaram deixar a empresa caso Chapek não deixasse a liderança da empresa. O antigo CEO foi criticado por ser um líder que tomava grandes decisões sem obter informações suficientes, segundo as fontes.

A reintegração de Bob Iger como CEO da Disney chocou tanto investidores de Wall Street quanto executivos de Hollywood, afirmou a Insider. "É como Howard Schultz voltando para a Starbucks", disse Richard Edelman, presidente e CEO da Edelman, que aconselha CEOs. "Bob Iger é um dos principais executivos da última década. Ele tem um grande senso político e os funcionários o adoram."

A mudança de opinião do conselho é uma das reviravoltas mais dramáticas da história corporativa da empresa, e lança os holofotes para cima de Kareem Daniel, presidente da Disney Media and Entertainment Distribution (DMED), que trabalha com Chapek há 20 anos. Espera-se que Daniel e outros executivos de alto nível descubram seu destino nas próximas 24 horas, disse a fonte ao portal Insider.