Disney se une ao boicote contra Facebook, diz jornal

Disney se une ao movimento de boicote ao Facebook. (Foto: Jakub Porzycki/NurPhoto via Getty Images)

O gigante conglomerado de mídia e entretenimento Disney, proprietária de marcas como Marvel e Pixar, se juntou ao boicote publicitário ao Facebook, segundo reportagem do Wall Street Journal. Assim, a empresa se junta a outras gigantes do mundo corporativo, como Unilever, Coca-Cola e Starbucks, que limitaram seus investimentos na plataforma de Mark Zuckerberg. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O movimento de boicote de empresas ao Facebook começou depois que organizações de direitos civis acusaram a rede social de fazer pouco para impedir a disseminação de conteúdo de ódio na plataforma. Um exemplo foi o post do presidente Donald Trump que ameaçava manifestantes com tiros, e que não foi alterado pela direção da rede social.  

 Leia também

Inicialmente, empresas como North Face e Patagonia, conhecidas por seus posicionamentos progressistas, deram o primeiro passo e anunciaram o congelamento de seus investimentos publicitários no Facebook. Foram então seguidas por grandes cadeias de alimentação e de bens de consumo. 

A adição da Disney ao movimento traz peso a ele. Para se ter uma ideia, em 2020, a Disney investiu mais de US$ 210 milhões no Facebook para promover apenas um produto, a plataforma de streaming Disney+. As informações são da consultoria Pathmatics, reproduzidas pela Época Negócios.

O Facebook respondeu ao movimento, salientando que hoje mantém uma série de estratégias, incluindo moderação humana e uso de inteligência artificial para impedir a propagação de conteúdo relacionado a discurso de ódio.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.