Disputa entre garimpeiros no Peru deixa 14 pessoas mortas

LIMA (Reuters) - Uma disputa armada entre garimpeiros em uma cidade mineradora de ouro no sul do Peru deixou 14 pessoas mortas, afirmaram autoridades nesta quarta-feira.

A violência foi o mais recente incidente no setor cada vez mais volátil de mineração do Peru, após um incêndio recente supostamente ateado por mineradores de cobre no projeto Los Chances, da Southern Copper Corp.

O incidente aconteceu entre 1º e 2 de junho na província de Caravela, na região de Arequipa, no sul do Peru, afirmou o chefe da divisão criminal da polícia de Arequipa, a jornalistas.

Cuadros afirmou que sete pessoas foram encontradas “mortas por projéteis de arma de fogo” em uma primeira intervenção policial e que na terça-feira outros sete corpos foram descobertos na zona de conflito. Ele acrescentou que as causas da morte ainda estão sendo investigadas.

Edwin Martínez, parlamentar da região de Arequipa, disse à Reuters por telefone que as 14 mortas foram causadas por disputas por regiões onde pequenos mineradores extraem ouro. Martínez afirmou que a contagem de mortos pode crescer porque 10 pessoas permanecem desaparecidas, segundo parentes.

Em 2021, o Peru produziu 96,6 toneladas de ouro, segundo o Ministério de Minas e Energia, o que o torna o maior produtor de ouro da América Latina. Cerca de 10% a 15% da produção de ouro chega de mineradores artesanais ou informais, a maioria em regiões pobres e remotas.

(Reportagem de Marco Aquino)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos