“Me disseram que não poderia mais sair de casa”: Pequim endurece medidas contra Covid; Xangai reabre comércio

A cidade de Xangai anunciou uma reabertura progressiva dos estabelecimentos comerciais a partir de segunda-feira (16). A medida é tomada após quase dois meses de confinamento na capital econômica chinesa para impedir a propagação da nova onda da pandemia de Covid-19, provocada pela variante ômicron. Mas a situação preocupa agora em Pequim, onde as restrições sanitárias foram reforçadas neste domingo (15).

Com informações de Stéphane Lagarde, correspondente da RFI em Pequim

O vice-prefeito de Xangai, Chen Tong, anunciou uma reabertura "por etapas" dos estabelecimentos comerciais, sem especificar como acontecerá e quais serão as condições.

O governo chinês havia decretado um confinamento no início de abril na metrópole, principal foco de contágios. Mas muitos de seus 25 milhões de habitantes já haviam deixado de sair de suas residências antes desta data. No início de maio, no auge dessa nova onda de contaminação, até os chineses com testes negativos para o coronavírus mas que tiveram contato com pessoas infectadas foram obrigados a fazer quarentena, muitas vezes em centros improvisados fora da cidade.

Na China, a flexibilização das restrições geralmente está condicionada à erradicação de infecções entre a população e a não registrar nenhum caso positivo durante três dias, sem contar as pessoas isoladas em centros de quarentena. Neste domingo foram registrados 1.369 novos casos positivos em Xangai, contra mais de 25.000 a cada 24 horas no fim de abril, o que levou as autoridades a atenuar as medidas sanitárias na cidade.


Leia mais

Leia também:
Covid: Máscara deixa de ser obrigatória em aeroportos e aviões da União Europeia
França vive último fim de semana com máscara obrigatória nos transportes
Sem vacinas, Coreia do Norte reconhece primeiro surto de Covid-19 e impõe lockdown nacional

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos