Flávio Bolsonaro rebate críticas de Carlos à propaganda do partido do pai: 'Para mim, foram perfeitas'

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) rebateu as críticas feitas pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) sobre as propagandas partidárias do PL, estreladas pelo presidente Jair Bolsonaro. As declarações dos dois irmãos evidenciaram as divergências em torno da condução da pré-campanha à reeleição do seu pai.

'Não é hora de lacrar': Janaina Paschoal e Carla Zambelli batem boca pelas redes sociais: 'Não é hora de lacrar'

Supremo: Ministros se incomodam com silêncio de Nunes Marques sobre caso de outro bolsonarista

Veja ainda: Youtube faz limpeza inédita e apaga vídeos com mentiras sobre fraude nas eleições

Na semana passada, foram exibidas as primeiras inserções da propaganda partidária do PL, com foco em Bolsonaro. Carlos, no entanto, desdenhou da exibição. "Vou continuar fazendo o meu aqui e dane-se esse papo de profissionais do marketing…. Meu Deus!", afirmou o vereador, que cuida das redes sociais do pai.

Flávio foi questionado sobre o comentário de Carlos em entrevista à CNN Brasil, gravada na quarta-feira e exibida nesta quinta, e defendeu as inserções:

— Olha, para mim as inserções do partido foram perfeitas. Isso foi fruto de muito trabalho, de muito estudo. Não foi um achismo.

Para o senador, a propaganda partidária é uma forma de pessoas contaminadas por "distorções" sobre Bolsonaro conhecerem "quem ele é de verdade".

— Aquelas pessoas que são contaminadas por distorções, acusações falsas, por mentiras em relação a Bolsonaro, precisam conhecer quem ele é de verdade. E ele é aquilo que está na propaganda. Uma pessoa que conversa, que cuida do país.

Os dois irmãos têm papéis diferentes na pré-campanha. Flávio atua na coordenação política, ao lado do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, e do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, entre outros. A propaganda partidária ficou sob responsabilidade do marqueteiro Duda Lima, contratado pelo partido.

Carlos, por sua vez, é o responsável pela condução das redes sociais do presidente, mesma função que teve em 2018. Bolsonaro costuma atribuir sua vitória nas eleições à atuação do filho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos