Divididos em diversos estados, PT e PSB acertam aliança no Maranhão

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 30.09.2021 - O ex-governador do Maranhão Flávio Dino (PSB). (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 30.09.2021 - O ex-governador do Maranhão Flávio Dino (PSB). (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Divididos em diversos estados, PT e PSB sacramentaram no domingo (5) a união no Maranhão. Os petistas indicaram o ex-secretário da Educação Felipe Camarão como vice na chapa do governador Carlos Brandão (PSB), que deve disputar a reeleição.

O ex-governador Flávio Dino (PSB), de quem Brandão era vice, sairá para o Senado. O principal opositor do atual governador na disputa será o senador Weverton Rocha (PDT), que, embora apoie Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para presidente, terá apoio do PL do presidente Jair Bolsonaro.

Em outros estados, as duas legendas de esquerda estão divididas. São os casos de Rio Grande do Sul, Espírito Santos e, sobretudo, São Paulo. Nestes casos, Lula deverá ter mais de um palanque.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos