DJ Ivis tem habeas corpus negado e cabelo raspado na prisão

·2 minuto de leitura
DJ Ivis na prisão (Foto: Reprodução)
DJ Ivis na prisão (Foto: Reprodução)

DJ Ivis teve o cabelo raspado na Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, em Aquiraz, no Ceará. O músico foi transferido para o local após ter o relaxamento da prisão negado na audiência de custódia e segue com outros presos acusados de agressão doméstica.

Em prisão provisória, ele é investigado por agredir a ex-mulher Pamela Hollanda e a sua prisão foi determinada por tentativa de homicídio após uma queixa que ela fez em 1ª de julho. Ela também divulgou vídeos, nas redes sociais, sendo agredida em 2020 que são alvo de outro inquérito.

Leia também:

O DJ teve um Habeas Corpus impetrado por um perito judicial no Superior Tribunal de Justiça, que foi negado pelo ministro Humberto Martins. O magistrado decidiu que o documento não traz provas que demonstrem a real situação do processo penal.

Como o pedido não foi feito pelos advogados escolhidos pelo DJ, o ministro ainda falou decidiu que uma análise da corte poderia prejudicar o exercício da defesa no processo penal. “Nessas situações, um eventual julgamento precipitado pode comprometer a linha de defesa que venha sendo desenvolvida pelo próprio acusado e seus advogados constituídos, resultando em prejuízo manifesto para o paciente”, fundamentou.

"A gente começou a discutir porque ele mostrou uma foto íntima para o Charles, esse amigo dele, que é o braço direito dele. Eu perguntei o que é, até a hora que fui pra cozinha e ele me agrediu. Tentei me defender e ele se esquivou, daí quando virei de costas, ele me deu um soco e um chute. O soco nas costas foi tão forte que caí no chão sem conseguir respirar", desabafou.

Antes disso, Pamella já havia revelado ao jornalista Léo Dias que a primeira agressão que sofreu de Ivis foi durante a gravidez. "Estava grávida de cinco meses, indo para o sexto. Ele me pegou pelo pescoço e me arrastou pelo corredor até o sofá, quando me jogou. Na cabeça [dele] é como se eu fosse um problema, um fardo, não podia dizer nada o que sentia. E sentia muita coisa, estava grávida, longe da minha família e em uma pandemia, em quarentena. Não tinha suporte dentro de casa", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos