Djokovic atropela boliviano na estreia, mas tenistas sofrem com o calor de Tóquio

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Djokovic em ação nos Jogos de Tóquio
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Sudipto Ganguly

TÓQUIO (Reuters) - Novak Djokovic iniciou a tentativa de manter viva sua busca por um Golden Slam com uma vitória arrasadora por 6-2 e 6-2 sobre o boliviano Hugo Dellien, neste sábado, quando as condições sufocantes em Tóquio cobraram seu preço sobre os jogadores no dia de abertura do tênis nos Jogos Olímpicos.

Steffi Graf é a única pessoa do mundo do tênis a ter vencido todos os quatro Grand Slams e o ouro olímpico no mesmo ano, mas o sérvio de 34 anos está a três quintos do caminho, precisando de um ouro em Tóquio e do troféu do Aberto dos Estados Unidos para igualar a façanha de 1988 da alemã.

O número um do mundo não gostaria de passar muito tempo em quadra no calor e na umidade e encerrou o processo na Quadra Central no primeiro dia em cerca de uma hora.

Com temperaturas oscilando em torno de 33 graus Celsius e com alta umidade, os tenistas lutaram para lidar com a situação e não encontraram muito conforto em sacos de gelo e um tubo soprando ar frio.

"Muito difícil", disse Djokovic, que enfrentará na segunda rodada o alemão Jan-Lennard Struff, que passou pelo brasileiro Thiago Monteiro, sobre as condições.

“Acho que hoje, por falar também com outros jogadores, foi o dia mais quente até agora. Está muito quente, mas também úmido. As quadras duras absorvem o calor, fica preso lá. Sem muito vento, sem muita brisa. Definitivamente foi desafiador."

Um dos principais rivais de Djokovic no Japão, o russo Daniil Medvedev disse que foi um dos piores dias de calor que ele já enfrentou, depois de bater cazaque Alexander Bublik por 6-4 e 7-6 (8) na segunda partida na Quadra Qentral.

"Mas você tem que jogar, é a Olimpíada", disse o número dois do mundo. "Você vem pela medalha. Você não está aqui para chorar por causa do calor. Foi muito difícil para nós dois."

Outro brasileiro em ação em Tóquio, João Menezes fez jogo duro contra o campeão de 2014 do US Open, o croata Marin Cilic, e chegou a ter um match point a favor, mas foi derrotado por 6-7 (5-7), 7-5 e 7-6 (9-7).

Nas duplas masculinas, os britânicos Andy Murray e Joe Salisbury surpreenderam os vice-campeões Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert por 6-3 e 6-2.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos