Djokovic está isento da vacina porque teve Covid em dezembro, dizem advogados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Novak Đoković
    Novak Đoković
    Tenista sérvio

O tenista Novak Djokovic não desiste e pede neste sábado (8) para ser liberado e participar do Aberto da Austrália. O tenista, que teve sua entrada no país recusada por motivos sanitários e está detido em um centro de retenção de imigrantes de Melbourne desde a última quarta-feira (5), garante que está isento da vacina porque testou positivo para a Covid em 16 de dezembro de 2021.

Os advogados de Novak Djokovic, entraram com um recurso no Tribunal Federal australiano contra o cancelamento do visto de entrada do tenista no país. O sérvio teve o visto cancelado porque não apresentou certificado de vacinação anticovid. Os advogados informaram que Djokovic pode se beneficiar da isenção da vacina exigida pelas autoridades australianas porque testou positivo para a Covid há menos de um mês.

A defesa de Djokovic também pediu que o tenista deixe do centro de retenção onde está detido, seja transferido para outro local e possa participar do Aberto da Austrália. O número 1 do mundo quer poder começar a treinar para o torneio que começa no próximo dia 17 de janeiro e é o primeiro Grand Slam de 2022.

Mensagem de agradecimento aos fãs

Um pouco mais cedo o tenista agradeceu em mensagem na internet o apoio que vem recebendo nas últimas horas de fãs “ao redor do mundo". "Obrigado à minha família, meus amigos, a Sérvia e todas as pessoas boas ao redor do mundo que me enviaram seu apoio. Agradeço a Deus pela saúde", escreveu ele em uma mensagem em sérvio.

Eu "posso sentir” esse apoio e “estou muito agradecido", escreveu também, em inglês. O tenista número 1 do mundo também desejou um Feliz Natal aos ortodoxos.


Leia mais

Leia também:
Austrália registra pela primeira vez mais de mil contaminações por Covid-19
Novak Dojkovic derrota Medvedev na final e conquista Masters de Paris
Novak Djokovic causa indignação mundial ao testar positivo para Covid-19 durante turnê polêmica de tênis

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos