Djokovic expulsa irmão da torcida e vira decisão na Austrália

Sérvio não gostou da reação de seu staff após perder set e aos gritos pediu que se retirassem

Djokovic precisou de muita paciêcia para superar Sebastian Korda e ficar com o título em Adelaide. Foto: Sarah Reed/Getty Images
Djokovic precisou de muita paciêcia para superar Sebastian Korda e ficar com o título em Adelaide. Foto: Sarah Reed/Getty Images

Novak Djokovic voltou para a Austrália como todos estão acostumados, com título e polêmica. O sérvio salvou um match point antes de derrotar Sebastian Korda para vencer o Adelaide International e reforçar seu status de grande favorito ao título no Aberto da Austrália.

O 21 vezes vencedor do Grand Slam precisou de mais de três horas para impor sua autoridade sobre seu adversário americano e vencer por 2 sets a 1 com parciais de 6/7, 7/6 e 6/4.

Leia também:

O vencedor de 92 títulos na carreira agora vai para o Aberto da Austrália em cerca de uma semana com força em sua tentativa de garantir o Grand Slam pela décima vez, ajudado pela ausência em Melbourne Park do lesionado número um do mundo Carlos Alcaraz.

No entanto, a partida na noite de domingo gerou polêmica depois que Djokovic expulsou seu irmão e seu empresário assim que perdeu o primeiro set. Djoko ficou visivelmente irritado e começou a gritar em direção ao seu box, fazendo sinais com as mãos, voltou a falar alguma coisa e apontar na direção do seu staff. Marko Djokovic foi visto deixando a quadra sendo flagrado pela transmissão oficial.

Djokovic abordou o incidente em sua coletiva de imprensa pós-jogo, pedindo desculpas a seu irmão e outros membros de sua equipe.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

“Gostaria de agradecer a minha equipe por lidar comigo, tolerando-me nos bons e maus momentos de hoje”, disse Djokovic mostrando arrependimento pelo momento de fúria.

“Tenho certeza de que eles não se divertiram tanto comigo indo e vindo com eles. Mas, você sabe, eu os aprecio estarem aqui. Meu irmão Mark também esteve aqui. Eu não o vejo muito. Agradeço por ter vindo aqui", finalizou.