Djokovic recebe autorização e vai jogar Australian Open sem vacina

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Djokovic vai em busca da décima taça do grand slam australiano. Foto: Hu JingChen/Xinhua via Getty Images
Djokovic vai em busca da décima taça do grand slam australiano. Foto: Hu JingChen/Xinhua via Getty Images

Depois de muitas polêmicas e incertezas, Novak Djokovic fez uma postagem nesta terça-feira ao lado de uma pilha de malas em um aeroporto. Na legenda, o número 1 do mundo explicou que está viajando para a Austrália após receber uma autorização de exceção para competir no país.

O governo australiano tinha anunciado uma medida em que todos os participantes do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, precisariam estar vacinados contra a Covid-19 para receberem o visto.

Leia também:

Mas ao que parece, o melhor tenista da atualidade teve tratamento diferente para ser uma das estrelas do torneio programado para a segunda quinzena do mês de janeiro.

“Feliz Ano Novo, todo mundo! Desejando a vocês todos saúde, amor e felicidade em todos os momentos, que você possa se sentir amado e respeitado por todos os seres deste maravilhoso planeta. Passei um tempo de qualidade fantástico com pessoas amadas nas férias e hoje estou viajando para a Austrália com uma permissão de exceção. Vamos 2022!”, postou Nole.

A única possibilidade de driblar a determinação da organização seria com a apresentação de um pedido de exceção feito por um médico. Na última semana de 2021, veículos de imprensa de diversos países chegaram a informar que Djokovic teria feito essa solicitação e que a mesma teria sido negada.

Djoko desistiu de participar do ATP Cup, torneio também disputado na Austrália e que exige a comprovação da vacinação contra a Covid de seus participantes.

Ninguém sabe se Djokovic recebeu ou não a imunização contra a covid-19, já que o sérvio nunca confirmou ter tomado a vacina. Mas sua posição em entrevistas, se mostrando contrário à obrigatoriedade da vacinação deram indícios de que ele teria optado por não se vacinar.

Além disso, no início da pandemia, Djokovic organizou um torneio em Belgrado sem protocolos de segurança, o que ocasionou uma série de tenistas testando positivo para o novo coronavírus, sendo Djokovic um dos infectados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos