Djokovic vence Berrettini na final de Wimbledon e iguala marca de Federer e Nadal

·2 minuto de leitura
O sérvio Novak Djokovic beija o troféu de Wimbledon, conquistado após vitória sobre o italiano Matteo Berrettini

O sérvio Novak Djokovic venceu o italiano Matteo Berrettini por 6-7, 6-4, 6-4 e 6-3 e se sagrou campeão de Wimbledon, neste domingo, conquistando assim seu 20º título de Grand Slam, igualando a marca do suíço Roger Federer e do espanhol Rafael Nadal.

Aos 34 anos, Djokovic tem nove troféus do Aberto da Austrália, dois de Roland Garros, seis de Wimbledon e três do US Open.

Em 2021, o sérvio venceu os três principais torneios do circuito de tênis e ainda estará no US Open, onde buscará o 'Golden Slam', que representa a conquista dos quatro Grand Slams numa única temporada, além da medalha de ouro nos Jogos de Tóquio - o único título que não tem na carreira. Esse feito só foi alcançado pela alemã Steffi Graf, em 1988.

Na final deste domingo da tradicional competição na grama em Londres, diante de Berrettini, que aos 25 anos jogava sua primeira final de Grand Slam, Djokovic impôs sua experiência e senso tático em uma quadra central lotada, com a torcida hipnotizada pela qualidade e intensidade do duelo.

Diante do serviço e da direita do italiano, o melhor recebedor do mundo experimentou bolas menos consistentes, com mudanças de ritmo que causaram um grande número de erros diretos em seu rival (47 no total para Berrettini, 21 para Djokovic) .

Também cometendo faltas diretas talvez devido ao momento histórico que estava prestes a viver, como um 'smash' fácil no primeiro round, Djokovic teve que encontrar uma maneira de se acalmar.

Berrettini teve que salvar uma bola parada no oitavo game, que acabou vencendo, obrigando Djokovic a sacar forte. Mas o italiano conseguiu a quebra em um belo lance.

E para surpresa geral, Berrettini, que jogava com um curativo em uma perna, venceu a 'morte súbita' com um ótimo saque.

Djokovic voltou à carga com um duplo 'break' no início da segunda parte. Perdendo por 5-2, o italiano aproveitou uma escorregada do sérviovencer o saque do adversário, chegando a 5-3. Depois salvou duas bolas definidas com seu saque para 5-4.

Mas o sérvio não quis reviver o que aconteceu no primeiro set e na primeira bola empatou o duelo.

Mais uma vez ele entrou com força no terceira parte, quebrando o saque de Berrettini para chegar a 2-1 e manter a liderança no placar até o final.

Na quarta, os dois tenistas mantiveram o serviço até 3-3, altura em que Djokovic conseguiu o contra-ataque decisivo. Berrettini salvou duas bolas de jogo com seu saque, chegando a 5-3, mas uma subida à rede deu a vitória ao sérvio, que caiu na gramado templo do tênis.

Além de ser seu sexto título em Wimbledon, esta foi a terceira vez seguida que Djokovic se sagra campeão no torneio inglês, após as conquistas em 2018 e 2019 (em 2020 o evento não foi realizado por conta da pandemia de covid-19).

ig/fbx/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos