Doença celíaca: veja causas, sintomas e tratamentos

·3 min de leitura

A doença celíaca é uma patologia autoimune ocasionada pela intolerância ao glúten. Ou seja, ao consumir alimentos derivados da proteína, como trigo, aveia, cevada, centeio e seus derivados, como massas, pizzas, bolos, pães, biscoitos, cerveja e alguns doces, o próprio sistema imunológico do paciente agride as células do organismo, causando inflamações intestinais.

O gastroenterologista Rodrigo Rodrigues, membro da Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, explica que o processo inflamatório, que acontece na mucosa do intestino delgado, leva à atrofia das vilosidades intestinais e gera diminuição da absorção dos nutrientes.

Em geral, a doença não é grave, mas, em alguns casos, a falta de nutrientes, vitaminas e sais minerais no corpo pode gerar anemia e outras deficiências.

De acordo com a Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil, aproximadamente 1 milhão de brasileiros têm intolerância ao glúten, contudo, ainda não é possível ter uma estimativa precisa. A doença é mais comum em bebês e crianças, pois estão começando a inserir novos alimentos na dieta, mas também ocorre em adultos, de ambos os sexos. Estudos apontam que a patologia tem causa principalmente genética.

Quais os sintomas da intolerância ao glúten?

Os sintomas, geralmente, incluem:

Diarreia ou prisão de ventre crônica;Dor abdominal;Inchaço na barriga;Danos à parede intestinal;Falta de apetite;Baixa absorção de nutrientes;Irritabilidade;Vômitos.

Quando o organismo passa a sentir muita falta dos nutrientes e sais minerais advindos do glúten, sintomas mais graves podem aparecer, como:

Osteoporose;Cansaço;Falta de ar;Anemia (falta de absorção de ferro);Queda de cabelo;Perda de peso e desnutrição.

O gastroenterologista Rodrigo Rodrigues explica que há diferença entre os sintomas da sensibilidade ao glúten e os da doença celíaca. Pessoas com sensibilidade à proteína, em geral, são intolerantes a um tipo de alimento com glúten, como o trigo. Dessa forma, apesar de sentir desconfortos abdominais, o indivíduo não tem alterações orgânicas disabsortivas.

Como saber se tenho intolerância ao glúten?

O diagnóstico é feito por análise clínica com o médico gastroenterologista, por meio do exame de sangue — que tem a finalidade de medir a quantidade de anticorpos na corrente sanguínea que combatem o glúten — ou através da biópsia do intestino delgado, analisada em laboratório.

Qual o tratamento para quem tem intolerância ao glúten?

A doença celíaca não tem cura e nem existe um medicamento para eliminar os sintomas. Assim, o paciente deve seguir uma dieta com total ausência de glúten para que os sintomas sejam eliminados. Além disso, é recomendado acompanhamento nutricional para que outras doenças não sejam desencadeadas pela falta da proteína. Caso não seja devidamente tratada, a inflamação crônica do intestino delgado pode gerar tumores e nódulos no futuro.

Outro ponto de atenção é o cuidado com a contaminação cruzada. Segundo o médico Rodrigo Rodrigues, caso partículas ou fragmentos de glúten entrem em contato com o alimento do paciente, especialmente durante a preparação e manipulação das refeições, os sintomas surgirão novamente.

A doença celíaca tem prevenção?

Não. Por ser uma doença principalmente hereditária, não há como impedir sua manifestação no organismo. O paciente pode apenas tratá-la para manter uma boa qualidade de vida.

Referências:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos