Dois americanos denunciados nos EUA por golpe fracassado em Gâmbia

Yahya Jammeh em 22 de novembro de 2011 na Gâmbia (AFP/Arquivos)

Dois americanos de origem gambiana foram denunciados em Washington por complô no golpe de Estado frustrado em Gâmbia, desbaratado em 30 de dezembro, anunciou o departamento de Justiça (DoJ).

Cherno Njie, de 57 anos, e Papa Faal, de 46, que também têm nacionalidade gambiana, foram detidos pela suposta participação no ataque ao palácio presidencial em Banjul.

Eles devem se apresentar esta segunda-feira, respectivamente, em Baltimore (Maryland, leste) e Minneapolis (Minnesota, norte), acusados de complô em violação ao tratado de neutralidade, segundo um comunicado do DoJ.

Ao menos três pessoas morreram na terça-feira em um golpe de Estado frustrado contra o regime do presidente Yahya Jammeh, que tinha viajado ao exterior e que dirige com mão de ferro há 20 anos este pequeno país africano.

Na quarta-feira, o Conselho de Segurança da ONU tinha condenado a tentativa de golpe, ao mesmo tempo em que o secretário-geral da organização, Ban Ki-moon, pediu uma investigação sobre os fatos.