Dois casos de Covid em um dos primeiros cruzeiros americanos desde o começo da pandemia (companhia)

·1 minuto de leitura
(ARQUIVO)Chegada do navio 'Celebrity Millennium', no Terminal Kai Tak, em construção em Hong Kong, em 15 de março de 2013

Dois passageiros de um dos primeiros transatlânticos a deixar a América do Norte desde o início da pandemia de coronavírus testaram positivo para covid-19 nesta quinta-feira (10), informou a companhia de cruzeiros, acrescentando que todos os passageiros e tripulantes foram vacinados.

O Celebrity Millennium, transportando cerca de 600 passageiros e 650 tripulantes, partiu da ilha caribenha de St. Maarten no sábado para um período de sete dias, incluindo paradas em Barbados, Aruba e Curaçao.

"Dois passageiros que compartilham uma cabine do Celebrity Millennium testaram positivo para covid-19", disse a Royal Caribbean em comunicado. "Os indivíduos estão assintomáticos e isolados."

A nota informou que o navio atendeu às diretrizes de covid-19 dos Estados Unidos e que todos os passageiros foram obrigados a apresentar comprovante de vacinação, assim como um teste de covid-19 negativo antes de embarcar.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA exige que mais de 95% dos passageiros e da tripulação sejam vacinados para que as linhas de cruzeiro contornem a exigência de viagens de teste.

As operações de cruzeiro foram suspensas em 14 de março de 2020, quando o CDC emitiu uma "ordem de proibição de navegação" para evitar a propagação do novo coronavírus. Vários navios já tiveram surtos com óbitos a bordo.

lm/bgs/ch/jc/lb